Polícia

Delegado que investigava morte de Teori Zavascki é assassinado em SC

Adriano Antonio Soares e outro delegado foram assassinados em uma casa noturna
Fonte: Jornal do Brasil | Editor: Da Redação 31/05/2017 10:26
Teori Zavascki Teori ZavasckiFoto: News Summed Up

Foi assassinado a tiros na madrugada desta quarta-feira (31), em Florianópolis, o delegado designado pela Polícia Federal para investigar a morte do ministro do STF Teori Zavascki, ocorrida em janeiro deste ano, em acidente de avião em Paraty, Rio de Janeiro. Teori Zavascki era o relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF) quando morreu.

Adriano Antonio Soares estava em uma casa noturna com outro delegado, Elias Escobar, quando os dois foram assassinados. Segundo a Polícia Militar de Florianópolis, teria ocorrido um desentendimento entre frequentadores do estabelecimento, seguido de tiroteio. Os dois estariam em Florianópolis para participar de um curso. Ainda conforme a Polícia Militar, uma terceira pessoa também foi baleada, que seria uma das envolvidas no suposto desentendimento.

Adriano Antonio Soares, quando assumiu a investigação do caso, decretou sigilo sob a investigação. Soares era delegado chefe da Polícia Federal em Angra dos Reis desde 2009. Já o colega Elias Escobar foi delegado em Volta Redonda por dois anos, e chefe da Polícia Federal em Niterói até março deste ano.

Um dos delegados teria morrido no local e o outro no hospital . A Polícia Militar informou ainda que, por volta das 5h30, um veículo teria passado em frente à unidade de saúde atirando, sem deixar feridos.

O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios da Polícia Civil, com apoio da Polícia Federal.

Comentários