Política

Definida a lista tríplice para escolha do novo defensor público geral

A lista tem Erisvaldo Marques dos Reis, Ivanovick Feitosa Dias Pinheiro e João Castelo Branco Vasconcelos Neto
Fonte: DPG | Editor: Paulo Pincel 25/02/2019 17:49
Defensores públicos mais votados Defensores públicos mais votadosFoto: Assessoria

Foi encerrada às 15h desta segunda-feira (25), a votação que definiu a lista tríplice com os candidatos ao cargo de Defensor Público Geral do Estado do Piauí para o Biênio 2019/20921. O resultado apontou os defensores públicos Erisvaldo Marques dos Reis, com 66 votos; Ivanovick Feitosa Dias Pinheiro, com 59 votos, e João Castelo Branco Vasconcelos Neto, com 58 votos.

Dos 117 defensores públicos aptos a votar,108 compareceram ao pleito. A apuração foi realizada pela Comissão Eleitoral, presidida pelo defensor público Roberto Gonçalves de Freitas Filho, logo após encerrada a votação.

A eleição para a lista tríplice teve início às 8h na Casa de Núcleos da Defensoria Pública, sendo coordenada pela Comissão Eleitoral, que além do presidente, Roberto Freitas Filho, composta pelos defensores públicos Crisanto Alves Pimentel e Priscila Gimenez do Nascimento Godói, como membros titulares, e Paula Batista da Silva, como suplente. A comissão conta ainda com o coordenador de Planejamento e Projetos, Jackson Oliveira Veloso, a assessora técnica de Gabinete, Maria Rosilene Inácio de Oliveira e a assessora da Secretaria do Conselho Superior, Amarílis Eliane Domingos Almeida..

“O processo foi muito tranquilo. Trata-se de uma eleição interna, o eleitorado é pequeno, os próprios Defensores se comunicavam com seus colegas, a Associação dos Defensores promoveu um debate para que cada um apresentasse suas ideias, pretensões, visão de administração. Tivemos um pleito extremamente tranquilo, sem nenhuma alteração, apenas a vontade de se construir a vontade política da Defensoria Pública na próxima gestão. O resultado exposto na zerésima honra a opção democrática da Defensoria Pública e sua fidelidade aos processos eleitorais, como a democracia na gestão do serviço público. O processo foi transparente, sem nenhuma alteração, com a participação geral, e as urnas deram os eu veredito ”, afirmou o presidente da Comissão, Roberto Freitas Filho

A defensora pública-geral e presidente do Conselho Superior da Defensoria Pública, Francisca Hildeth Leal Evangelista Nunes, vai encaminhar a lista tríplice ao governador Wellington Dias até o dia 7 de março de 2019. O governador terá um prazo de 15 dias para escolher um dos componentes para ocupar o cargo de defensor público-geral do Estado para o Biênio 2019/2021.

Caso o governador não efetive a nomeação do defensor público-geral no prazo de 15 dias do recebimento da lista tríplice, o defensor público mais votado por seus pares será investido automaticamente no cargo.

Comentários