Geral

Crimes bárbaros contra mulheres no Piauí repercute na Assembleia

Crimes Flora Isabel Wilson Martins Segurança Polícia
Fonte: ASCOM - Deputada Flora Isabel 04/11/2013 19:02 - Atualizado em 18/11/2016 17:46
Deputada Flora Izabel (PT) Deputada Flora Izabel (PT)Foto: Caio Bruno
Os crimes bárbaros que resultaram na morte de quatro mulheres em apenas uma semana no Piauí repercutiram nesta segunda-feira na Assembleia Legislativa. A deputada Flora Izabel foi à tribuna para pedir ao governador Wilson Martins e ao secretário de Segurança, Robert Rios, a criação de novas delegacias de proteção às mulheres nos municípios mais populosos e com os maiores índices de violência.

Ela pediu também ao governador e ao secretário de Segurança a inclusão de cursos sobre a Lei Maria da Penha na grade curricular dos cursos de formação das Academias da Polícia Militar e da Polícia Civil. A parlamentar disse que ficou chocada com as mortes, entre elas, de uma idosa de 76 anos, que foi assassinada com as mãos e os pés amarrados em Simplício Mendes, de uma jovem de 26 anos que foi queimada com pontas de cigarros, morta e que teve os olhos perfurados na Zona Norte de Teresina pelo esposo e uma mulher que foi morta por policial na frente do filho na capital.

“Os crimes de violência contra as mulheres no Piauí voltam a acontecer e a preocupar toda sociedade. Estamos todos chocados com as barbaridades que resultaram na morte de quatro mulheres em apenas uma semana. Então, estamos pedindo algumas medidas ao Governo do Estado que, além de enfrentar a violência, vão conscientizar as pessoas sobre a Lei Maria da Penha”, disse Flora Izabel.

Comentários