Brasil

Corpo de jovem grávida de 5 meses é localizado em Brumadinho

Fragmentos de corpos também foram localizados pelas equipes nas últimas horas.
Fonte: Agência Brasil | Editor: Redação 17/02/2019 12:41
Brumadinho BrumadinhoFoto: © Washington Alves/Reuters

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais localizou dois corpos de ontem (16) para hoje (17) em Brumadinho, onde uma barragem da mineradora Vale se rompeu. Um corpo estava próximo à Instalação de Tratamento de Minério (ITM) e o outro, na região do Remanso 2. Fragmentos de corpos também foram localizados pelas equipes nas últimas horas.

“Uma ação muito importante que iniciamos no dia de hoje foi o rompimento estrutural [demolição] da estrutura colapsada da ITM com maquinário pesado, inclusive com tesoura hidráulica”, informou a corporação. Esse tipo de acesso, segundo o corpo de bombeiros, é importante na localização de eventuais corpos que estejam em locais até então inacessíveis.

“É um trabalho meticuloso, uma vez que existem cilindros de acetileno e GLP [gás liquefeito de petróleo] no local e atmosferas que demandam utilização de equipamentos especiais para respiração”, acrescentou o texto.

O último balanço da corporação, de sexta-feira (15), aponta que a tragédia no município mineiro deixou, até o momento, 166 mortos – todos já identificados. Há ainda 144 pessoas, entre funcionários da Vale, terceirizados que prestavam serviços à mineradora e membros da comunidade, que continuam desaparecidas.

A JOVEM ENCONTRADA - O Instituto de Identificação de Minas Gerais confirmou a identificação do corpo da paranaense Fernanda Damian de Almeida, que estava na lista de desaparecidos na tragédia em Brumadinho.

A informação foi confirmada ao G1pelo diretor do Instituto de Identificação do Paraná, Marcus Michelotto.

A família da jovem foi comunicada na noite deste sábado (16) sobre a identificação, ainda conforme Michelotto.

Fernanda estava grávida de cinco meses e estava com o noivo na pousada que foi destruída pela lama da barragem. Atualmente, os dois estavam morando na Austrália e vieram ao Brasil em férias.

Além do casal, o pai, a madrasta e a irmã do noivo também estavam na pousada.

A barragem da Vale se rompeu no dia 25 de janeiro. A lama destruiu um refeitório, o prédio da mineradora, a pousada, casas e vegetação.

Até este domingo (17), as autoridades contabilizaram 165 mortes confirmadas, 160 corpos identificados e 155 desaparecidos.

Comentários