Política

Consultoria vai auxiliar Estado a equilibrar previdência

Consultores da Fundação Instituto de Administração se reuniram com Wellington Dias
Fonte: CCom | Editor: Paulo Pincel 17/05/2019 08:43
Governador Wellington Dias busca o equilíbrio da previdência estadual Governador Wellington Dias busca o equilíbrio da previdência estadualFoto: Jorge Bastos/PK/CCom

Com um déficit anual que em 2018 chegou a R$ 905 milhões - referentes à diferença entre os R$ 760 milhões que o Estado arrecadou de contribuição (servidores e patronal) e os R$ 1,478 bilhão que desembolsou em 2018 - a previdência estadual precisa urgente buscar o equilíbrio para fechar essa conta. O governador do Piauí, Welington Dias recebeu na tarde de quinta-feira (16), no Palácio de Karnak, consultores da Fundação Instituto de Administração (FIA), ligada à Universidade de São Paulo (USP), para discutir justamente os modelos de previdência em curso em vários estados e para equilibrar as contas com o pagamenteo de pesões e aposentadorias aos servidores públicos e seus dependentes

Wellington Dias entende que o mair desafio é encontrar uma forma que garanta não só pagar os benefícios futuros, mas também os atuais. "Garantir que tenhamos um fundo para gerar equilíbrio. O marco regulatório já foi aprovado, tendo os fundos imobiliário e de recebíveis da dívida ativa. Estamos aguardando que o Congresso Nacional se posicione sobre novas receitas, como a do gás e petróleo, seção onerosa, bônus de assinatura, etc", explicou Dias.

Governador Wellington Dias e os consultores da FIA
Governador Wellington Dias e os consultores da FIA [Foto: Jorge Bastos]

O déficit da previdência no Piauí impacta diretamente no orçamento do Estado. A previsão para 2019 é que a folha de pagamento de aposentados e pensonistas ultrapasse a arrecadação em R$ 1,2 bilhão em 2019. O atual modelo de previdência mostra-se insustentável e consome recursos que deveriam ser investidos em desenvolvimento.

"A ideia é termos um plano completo. Aquilo que depender de lei, mando para Assembleia, o que depender de regulamentação própria, fazer pelo Estado. O Piauí precisa cuidar para que hoje e no futuro se tenha garantia de condições de pagamento dos aposentados e pensionistas" finalizou o governador.

Participaram da audiência, o secretário de Estado da Administração e Previdência, Ricardo Pontes; o presidente da Fundação Piauí Previdência (PiauiPrev), Marcos Steiner Mesquita; e os consultores José Afonso Mazzon e Nancy Abadia.

Reunião com consultoria sobre a previdência estadual
Reunião com consultoria sobre a previdência estadual [Foto: Jorge Bastos]

Comentários