Geral

Conselhos Economia (COFECON) e Administração (CFA) planejam ações em defesa das profissões

Os presidentes das autarquias pretendem denunciar irregularidades que ocorrem em empresas públicas e privadas na contratação de profissionais
Fonte: Ascom Cofecon | Editor: Da redação 15/01/2018 10:12
Reunião de trabalho Reunião de trabalhoFoto: Ascom

O presidente do Conselho Federal de Economia - Cofecon, Wellington Leonardo da Silva, reuniu-se nesta sexta-feira, 12 de janeiro, com o presidente do Conselho Federal de Administração-CFA, Wagner Siqueira, para tratar de ações macro a serem realizadas em parceria entre os dois conselhos com o objetivo de proteger as profissões de economista, administrador e todas as demais regulamentadas contra os desmandos dos poderes Executivo e Judiciário nos âmbitos Federal, Estadual e Municipal, que não respeitam as leis que as instituíram. Os presidentes das autarquias pretendem denunciar irregularidades que ocorrem em empresas públicas e privadas na contratação de profissionais em desrespeito às leis de regulamentação. A reunião ocorreu na sede do Cofecon, em Brasília.

“É uma luta comum e de interesse dos cidadãos porque evita que profissionais não qualificados exerçam determinadas atividades. Quando um economista corta recursos destinados à saúde pública, por exemplo, está contribuindo para a morte de seres humanos, que não terão acesso a quantidade necessária de médicos, remédios e exames necessários ao seu tratamento”, exemplificou o presidente do Cofecon. Segundo Wellington Leonardo, o poder público é quem mais desrespeita as profissões regulamentadas. Ele afirmou que o assunto será levado para o Fórum do Conselhos Federais de Profissões Regulamentadas (Conselhão), pois diz respeito a todas as profissões regulamentadas.

A pauta da reunião também abordou o PLS nº 658/2007 e o PLS nº 439/2015, que atualizam a legislação de ambas as profissões, e os próximos passos na busca pelas aprovações das matérias ainda este ano.

Também participaram do encontro o diretor de Desenvolvimento Institucional do CFA, Rogério Ramos; o consultor parlamentar Jenner de Morais; a assessora parlamentar do CFA, Rosilane Resende; e a superintendente substituta do Cofecon, Ana Claudia Ramos Pinto.

Comentários