Mundo

Companhias aéreas desviam rotas e suspendem voos devido a crise com Catar

Companhias aéreas do Egito e Emirados Árabes também cancelaram seus voos para o Catar.
Fonte: Agência Brasil | Editor: Redação 06/06/2017 09:50
QATAR QATARFoto: The National

A companhia aérea Qatar Airways desviou hoje (6) as rotas de seus voos para Europa, América do Norte e norte da África devido à crise diplomática aberta entre o Catar e outros quatro países árabes, por isso seus aviões estão sobrevoando o Irã ao invés da Arábia Saudita. Companhias aéreas do Egito e Emirados Árabes também cancelaram seus voos para o Catar.

Todas as rotas da Qatar Airways para o oeste foram obrigadas a passar pelo espaço aéreo do Irã e da Turquia, de acordo com os sites Flight Radar e Flight Aware, que monitoram os voos em tempo real. A suspensão das relações diplomáticas de Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Bahrein com o Catar fez com que o espaço aéreo destes países fosse fechado para voos vindos do reino. O único país que rompeu as suas relações com Doha, mas não fechou seu espaço aéreo para voos vindos do Catar é o Egito.

Os voos mais afetados pelas mudanças são os que têm como destino países do Mediterrâneo, como Itália, Marrocos e Chipre, cujas rotas habituais passam pelo espaço aéreo saudita e agora tiveram que ser desviadas em milhares de quilômetros. A companhia aérea anunciou ontem a suspensão de seus voos para Arábia Saudita, Bahrein, Egito e Emirados Árabes Unidos, os quatro países árabes que romperam relações com Doha após acusarem o governo do Catar de apoiar o terrorismo e de prejudicar a estabilidade do Oriente Médio.

A Qatar Airways ofereceu a todos os seus clientes uma rota alternativa ou a devolução do dinheiro da passagem aérea.

Companhias do Egito e Emirados Árabes

A companhia aérea egípcia EgyptAir anunciou ontem (5) a suspensão de todos que tem como origem e destino o Catar, depois que o Egito anunciou o rompimento das relações diplomáticas com o país do golfo Pérsico. Os voos estão suspensos a partir de hoje. O governo egípcio cortou ontem as relações com o país por "apoiar o terrorismo" no Egito e "intervir nos seus assuntos internos e dos países da região", ameaçando a "segurança nacional árabe". A companhia aérea Etihad Airways, dos Emirados Árabes Unidos, informou que os seus aviões não voarão "até novo aviso" ao Catar a partir de hoje.

Comentários