Polícia

Comandante do 5º BPM é afastado após sumiço de R$ 300 mil do BNB

A Corregedoria da Polícia Militar instaurou um inquérito para investigar o caso
Fonte: Polícia Miliar | Editor: Alinny Maria 20/12/2017 13:42
Major Pessoa, comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar do Piauí Major Pessoa, comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar do PiauíFoto: Divulgação

O comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar, major Flávio Pessoa, e o subcomandante major Nivaldo, foram afastados dos seus cargos nesta quarta-feira (20) por medida disciplinar e administrativa após cometerem erros no procedimento da ocorrência do assalto ao Banco do Nordeste que culminou no sumiço de R$ 300 mil.

Os oficiais da PM foram afastados após decisão do comando geral da Polícia Militar do Piauí que chegaram a conclusão de que o procedimento adotado no local do crime não foi adequado. No total, foram subtraídos R$ 706 mil do banco, e durante a prisão de um dos assaltantes, parte do dinheiro foi recuperado, mas apenas R$ 406 mil foram contabilizados, ou seja, R$ 300 mil sumiram durante o andamento da ocorrência sob responsabilidade do comandante do 5º Batalhão.

A Corregedoria da Polícia Militar instaurou um inquérito para investigar o caso.

Comentários