Polícia

Comandante da PM do Maranhão lamenta a morte de cabo

Tenente-coronel Schnneyder diz em nota que não PM não pode ser vinculada a crime
Fonte: Paulo Pincel 02/02/2019 18:00
Cabo Samuel Borges foi morto na frente do filho Cabo Samuel Borges foi morto na frente do filhoFoto: PM-PI

O comandante do 11º Batalhão da Polícia Militar de Timon (MA), tenente-coronel Hormann Schnneyder, lamentou a morte do cabo-PM Samuel Borges, morto a tiros na frente do filho pelo também policial militar Francisco Ribeiro dos Santos Filho,lotado no 11º BPM.

“A instituição PM trabalha para o bem comum da sociedade, trabalha para manter a segurança e o bem estar social. Por isso, não devemos personificar as instituições brasileiras, pois vincular esta tragédia à corporação em detrimento de sua importância seria um equívoco”,escreveu o comandante, em nota.

Veja a íntegra da nota:

“A instituição PM trabalha para o bem comum da sociedade, trabalha para manter a segurança e o bem-estar social. Por isso, não devemos personificar as instituições brasileiras, pois vincular esta tragédia à corporação em detrimento de sua importância seria um equívoco. A corporação/ PM é composta por seres humanos, porém as falhas dos que a compõe não dirime a relevância da instituição como um todo. A justiça e a sua aplicação é o que preserva o homem em sociedade, portanto estamos diligenciando para que as medidas cabíveis sejam aplicadas. Nos solidarizamos com a família enlutada e com os membros da Polícia Militar do Estado do Piauí. Que Deus esteja consolando cada um de nós. Ten Cel Hormann Schnneyder Almeida da Silva, comandante do 11°Batalhão em Timon”.

Comentários

Apoio: