Cultura

Com sátira a Temer, Tuiuti é vice do Carnaval no Rio

O título ficou com a Beija-Flor, que também mostrou critica social na Sapucaí
Fonte: O Tempo 14/02/2018 18:57
Desfile da Paraíso de Tuiuti Desfile da Paraíso de TuiutiFoto: Divulgação

A Paraíso do Tuiuti conseguiu resultado histórico com o seu enredo "Meu Deus, meu Deus, está extinta a escravidão?". A escola de samba criticou o presidente "vampirão" Michel Temer e as reformas tranbalhista e da previdência proposta pelo governo federal e foi a vice-campeã do carnaval do Rio de Janeiro.

O título ficou com a Beija-Flor, que somou 269,6 pontos. Já a Paraíso de Tuiuti teve apenas um décimo a menos e participará do desfile das campeãs. Salgueiro, Portela e Mangueira completam o top 5 do carnaval carioca.

O desfile

A Paraíso do Tuiuti, apresentou um enredo com o tema "Meu Deus, meu Deus, está extinta a escravidão?", que lembrou que, este ano, completam-se apenas 130 anos desde o fim desta forma de exploração humana no Brasil, sem que suas sequelas tenham sido eliminadas.

Desfile da Paraíso de Tuiuti

Várias alas foram dedicadas a lembrar este fato, como o alto nível de desigualdade social, a exploração do trabalho rural e em oficinas industriais, e o trabalho informal. Também denunciaram a recente reforma trabalhista, que flexibilizou as normas de contratação e demissão.

Em um dos carros alegóricos, uma figura de "Drácula" ganhou os traços do presidente Michel Temer. O protesto "é um caminho que as escolas retomam, porque têm um papel social: reivindicar a voz das pessoas mais pobres", disse à AFP o professor de História, Leo Morais, 39, que interpretou o Drácula.

Comentários