Ciência & Tecnologia

CNH Digital ganha app mas estados precisam aderir ao formato

Agora, é possível optar pela versão digital do documento, podendo se esquivar de algumas multas.
Fonte: Gizmodo | Editor: Redação 21/11/2017 15:34
Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica, CNH Digital Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica, CNH DigitalFoto: Ascom

O app da CNH Digital, ou CNH-e, já está disponível para dispositivos Android e iOS. O aplicativo proporciona mais opções aos motoristas, especialmente os esquecidos. Agora, é possível optar pela versão digital do documento, podendo se esquivar de algumas multas.

Como explica o próprio aplicativo, a CNH Digital tem “o mesmo valor jurídico da impressa e com vantagens adicionais que propiciam uma maior mobilidade, praticidade e comodidade”. O aplicativo está pronto desde agosto, mas só foi liberado agora porque o sistema passava por uma fase de testes. Goiás foi o estado escolhido para testar o projeto-piloto e recebeu a novidade em outubro.

Entretanto, apenas os motoristas com a versão mais recente da CNH (a que possui um QR Code) poderão fazer uso na versão digital. Caso o usuário não tenha a versão atualizada, é necessário pagar R$ 95 para emiti-lá. É importante ressaltar que a CNH Digital será opcional, já que a versão impressa continuará a ser emitida obrigatoriamente. Mas não é uma má ideia manter as duas, já que a versão digital poderá evitar que motoristas sejam multados por dirigirem sem a habilitação.

Desenvolvido pelo Serviço Federal de Processamentos de Dados (Serpro), o app manterá digitalmente a habilitação dos motoristas. Os agentes de trânsito, por sua vez, poderão verificar a CNH pelo mesmo aplicativo, que faz a leitura do QR Code presente em cada habilitação.

Hoje, dirigir sem a carteira de habilitação é considerado uma infração leve, acarretando uma multa no valor de R$ 88,38 aos motoristas – existe um projeto no Senado Federal para extinguir essa infração, mas apenas nos casos em que os agentes de trânsito possam consultar as informações do veículo e motorista no banco de dados oficial durante a abordagem.

Como usar

Portadores da CNH podem usar a versão digital depois de baixar o app e atualizar seus dados no Portal de Serviços do Denatran. O motorista realizará o cadastro no Portal de Serviço do Denatran com o uso de um certificado digital. Se o computador ou navegador não forem compatíveis com o certificado, será possível realizar o cadastro comparecendo a um posto do Detran para atualizar seu e-mail e número de telefone.

Se seus dados já estiverem atualizados, clique em ‘cadastro’ na coluna a esquerda e preencha com seus dados. Depois, um link de ativação será enviado para o e-mail cadastrado. Em seguida, o motorista deverá realizar o login pelo aparelho onde deseja ter sua CNH digital e então criar um PIN para armazenar os documentos com segurança. Será preciso inserir esse PIN sempre que for visualizar os documentos. Em casos de perda ou roubo, o usuário deverá acessar o Portal de serviços do Denatran e solicitar o bloqueio da CNH-e.

Apesar de disponível, é preciso aguardar os estados aderirem à CNH Digital. Até o fechamento desta material, apenas Alagoas, Distrito Federal e Goiás haviam aderido ao serviço digital. Os órgãos estaduais responsáveis tem até 1º de fevereiro de 2018 para se adequar ao serviço.

Comentários

Matérias Relacionadas