Saúde

CGE monitora investimentos na área da saúde

CGE vai atuar junto à Sesapi para resolver pendências que precisam ser sanadas para dar andamento aos processos.
Fonte: Governo do Piauí | Editor: Redação 06/03/2018 08:47
Foto FotoFoto: Reprodução

Obras importantes na saúde em todo o Estado do Piauí têm recursos federais destinados para investimentos, seja para construção de hospitais ou ampliação de leitos. Contudo, algumas pendências precisam ser resolvidas para dar andamento aos processos, entre itens como licenciamento e titularidade da área. Auditores da Controladoria-Geral do Estado do Piauí (CGE) e servidores da Caixa Econômica Federal estiveram reunidos, na manhã desta segunda-feira (5), buscando resolver essas pendências e garantir esses recursos.

Para o controlador-geral do Estado, Nuno Bernardes, obras estratégicas são acompanhadas pela CGE, de forma a garantir o cumprimento dos prazos, bem como a qualidade prevista. "Uma das grandes diretrizes da CGE é a prevenção e o gerenciamento de riscos. Quanto mais atuamos preventivamente, mais temos possibilidades de que as obras sejam executadas dentro do valor contratado e dentro do cronograma previsto, trazendo assim um grande resultado não só para a administração pública, mas para toda a população", ressaltou.

Marcelo Diniz, gerente de Governo da Caixa Econômica Federal explica que o objetivo é que a CGE e a Caixa busquem soluções para resolver as demandas junto à Secretaria de Saúde. “Estamos com valores elevados de contratos e com isso queremos que a CGE, Caixa e Secretaria de Saúde, a seis mãos, trabalhem para que essas intervenções à área de saúde cheguem mais rápido à população”, explica, ao ressaltar que o volume de recursos envolvidos é em torno de R$ 148 milhões.

Durante a reunião, foram apontadas as obras e os prazos para a resolução das pendências para que os recursos sejam destinados. Ficou determinado à CGE, reunir com equipe técnica para atender as pendências mencionadas pela Caixa. É o que explica o auditor governamental Gilberto Gomes, que atua na Gerência de Controle de Obras da CGE. “Na visão da Controladoria, de trabalhar fomentando a consultoria e agregando valor à gestão e diante das pendências apontadas pela Caixa Econômica, vamos nos reunir junto à equipe responsável na Sesapi para identificar as dificuldades no que se refere a esses contratos de repasse, para que possamos, de maneira preventiva, auxiliá-los na resolução do licenciamento, da titularidade e dos projetos como um todo”, declarou.

Além do auditor Gilberto Gomes, participaram da reunião as auditoras Maria do Rosário do Nascimento e Lidiane de Melo, da Gerência de Convênios, e os auditores setoriais Hamon Stelitano e Antônio de Pádua, que atuam na Secretaria de Saúde do Estado. Da Caixa também participaram Zózimo Thomaz, representante da Caixa junto ao Estado e Marcelo Basílio, coordenador de Repasses da Caixa.

Comentários