Geral

Cepisa alerta foliões e ambulantes para cuidados no Carnaval

A Cepisa está conduzindo uma série de fiscalizações a estabelecimentos para reforçar o uso da energia segura
Fonte: Cepisa | Editor: Da Redação 27/02/2019 10:54
Equipes da Equatorial Energia - Cepisa passam dicas de segurança Equipes da Equatorial Energia - Cepisa passam dicas de segurançaFoto: Divulgação

Neste Carnaval a diversão é garantida, mas é necessário também ficar atento as questões de segurança. Bares, lanchonetes, casas de shows, barraquinhas e quaisquer outros pontos de concentração e festa devem estar atentos e com tudo em dia para assegurar um carnaval sem problemas e isso inclui as suas instalações elétricas.

Pensando nisso, a Equatorial Energia-Cepisa está conduzindo uma série de fiscalizações a estabelecimentos para reforçar o uso regular, seguro e confiável da energia elétrica junto aos foliões e comerciantes.

Os empreendimentos que exigem pontos de energia, como camarotes e barracas, exigem uma atenção especial da Cepisa. É imprescindível que os vendedores ambulantes e organizadores de eventos entrem em contato com a companhia, com o máximo de antecedência possível, e façam a solicitação de ligação provisória.

A ligação provisória pode ser solicitada nas agências de atendimento da Cepisa onde o consumidor deve informar:

  1. A capacidade/amperagem do disjuntor necessária à ligação;
  2. Carga detalhada;
  3. Nome, CPF/CNPJ, endereço, objetivo, data e horário desejado para realizar a ligação e o desligamento.
  4. Alvará ou autorização de funcionamento emitido pela prefeitura para os casos de ligação em espaço público e a procuração se o serviço for solicitado por terceiros.

No último sábado (23), pouco antes do início do Corso de Teresina, equipes da empresa regularizaram ligações ao longo da Avenida Raul Lopes e alertaram sobre o uso seguro e racional de energia elétrica. Outras ações com esse objetivo já estão em andamento nos diversos bairros da capital e em municípios que recebem maior afluxo de pessoas durante o período carnavalesco, como Água Branca, José de Freitas, Campo Maior, Barras, Luiz Correia e Cajueiro da Praia. Ao todo, entre eletricistas, técnicos e executivos serão mais de 300 profissionais envolvidos nesta iniciativa.

Gato de energia

Quando se opta pela ligação clandestina, além de estar cometendo um crime, o responsável pela ilegalidade expõe a população a todo tipo de risco. Em 2017, um ato como esse, feito por um ambulante, por pouco não comprometeu o famoso bloco Capote da Madrugada, em Teresina.

Segurança em primeiro lugar

A Cepisa também disponibilizou algumas dicas de segurança durante a folia:

- Não soltar balões, serpentinas, espuma, jatos d’água ou quaisquer outros objetos metálicos próximo à rede elétrica, pois podem causar choques e curtos circuitos. Trios elétricos e carros alegóricos devem ter uma distância mínima de dois metros abaixo da fiação da Cepisa para afastar qualquer chance de acidentes.

- Não misturar bebida alcoólica e direção. Para além de todos os prejuízos à saúde, o fornecimento de energia também pode ser prejudicado por eventuais colisões em postes da rede elétrica. Vale lembrar que quem se envolve em acidente afetando postes ainda pode ser obrigado a pagar do próprio bolso todo o custo para substituição das estruturas.

A Cepisa ressalta que está à disposição dos piauienses 24 horas por dia, sete dias por semana, no seu call center 0800 086 0800. Decorando bem a coreografia destas dicas, todo mundo pode ter certeza de que não vai fazer feio na avenida.

Comentários

Apoio: