Polícia

Carro-forte é perseguido e se refugia no GPM de Cabeceiras

Veículo ficou parado no grupamento da PM até a chegada de escola armada
Fonte: PM-PI | Editor: Paulo Pincel 21/02/2018 09:08
Carro-forte parado em frente ao Grupamento da PM em Cabeceiras Carro-forte parado em frente ao Grupamento da PM em CabeceirasFoto: Reprodução

Um carro-forte da empresa Prosegur foi perseguido na tarde de terça-feira (20) por uma picape Frontier, por vários quilômetros, na PI-113 entre os municípios de Barras a Cabeceiras do Piauí.

Para se livrar do assalto, o motorista do carro-forte decidiu desviar a rota e seguir para o Grupamento da Polícia Militar em Cabeceiras, onde o carro-forte ficou parado até a chegada de escolta armada da mesma empresa, que faz segurança patrimonial e transporte de valores.

Só este ano já foram três assaltos a carro-forte no Piauí. Na segunda-feira (19), dois carros-fortes foram atacados num intervalo de pouco mais de uma hora, por duas quadrilhas fortemente armadas, inclusive com metralhadora calibre 50mm, usada para perfurar a blindagem dos veículos e que tem capacidade de abater helicóptero.

O primeiro assalto aconteceu na rodovia BR-343, entre as cidades de Altos e Campo Maior, por volta das 15h. Eram dez bandidos, que metralharam o carro-forte, explodiram o cofre e levaram R$ 1,2 milhão.

Numa outra ocorrência, uma hora depois, na BR-316, próximo à Estaca Zero, no município de Miguel Leão, quatros assaltantes agiram do mesmo modo: tiros, bloqueio, rendição, explosão, fuga.

Quatro vigilantes ficaram feridos, um deles permanece internado em estado gravíssimo, baleado na cabeça e no tórax.

Comentários