Mundo

Canadá recomenda que maconha seja comprada com dinheiro; confira

Canadenses denunciam que já tiveram entrada nos EUA barrada após admitirem que são usuários da substância.
Fonte: EFE | Editor: Notícias ao Minuto 20/12/2018 11:57
Maconha MaconhaFoto: istoe.com.br

Órgão que garante privacidade dos cidadãos recomenda evitar uso de cartões de crédito para que informação pessoal não seja divulgada fora do país. Canadenses denunciam que já tiveram entrada nos EUA barrada após admitirem que são usuários da substância.

O órgão encarregado de garantir a privacidade dos cidadãos do Canadá aconselhou nesta quarta-feira (19) que não sejam utilizados cartões de crédito para comprar maconha, droga que passou a ser legalizada no dia 17 de outubro no país norte-americano.

O Escritório do Comissário de Privacidade do Canadá explicou em comunicado que, embora o consumo recreativo de maconha seja legal no país, "a cannabis é ilegal na maioria das jurisdições fora do Canadá. Por isso, a informação pessoal de usuários de cannabis é muito sensível".

"Alguns países podem inclusive negar a entrada a indivíduos se souberem que eles compraram cannabis, mesmo que de forma legal", acrescentou o órgão. A instituição recomendou às pessoas que tenham dúvidas sobre o uso de sua informação que comprem maconha com dinheiro em espécie ao invés de usar cartões de crédito.

Países como os Estados Unidos advertiram que os agentes fronteiriços podem questionar os canadenses sobre o uso e a compra de maconha e podem negar a entrada a seu território de pessoas que admitam o consumo. Desde que o consumo de cannabis foi legalizado no país, consumidores canadenses denunciaram casos em que foram barrados na fronteira com os Estados Unidos ao admitirem que são usuários de maconha.

Comentários