Política Nacional

Cabral e Pezão viram réus em caso que envolve Metrô do Rio

A arrecadação seria feita por Sérgio Cabral para perpetuar do seu grupo político no poder.
Fonte: Agência Brasil | Editor: Redação 03/04/2019 12:21
Sérgio Cabral e Pezão Sérgio Cabral e PezãoFoto: Reprodução / Internet

Sérgio Cabral e Luiz Fernando Pezão, ex-governadores do Rio de Janeiro, tornaram-se réus por improbidade administrativa em obras do metrô do Estado. Uma ação civil pública foi ajuizada contra os políticos do MDB pelo MP-RJ (Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro) na última 2ª feira (1º.abr.2019). De acordo com o MP-RJ, houve pagamento de propinas e doações não declaradas à Justiça eleitoral para a campanha de Pezão, em 2014. A arrecadação seria feita por Sérgio Cabral para perpetuar do seu grupo político no poder.

Também são alvos da ação: Hudson Braga, ex-secretário estadual de obras; Renato Barbosa, coordenador financeiro da campanha de Pezão em 2014; e a agência de propaganda Prole. De acordo com a acusação, Pezão teria autorizado aditivo em obras do metrô do Rio em 2015, a 1 custo de R$ 852 mil maior e que pode ter beneficiado empresas como a Odebrecht. Os 5 condenados teriam recebido de maneira ilícita R$ 20,3 milhões.

Comentários

Matérias Relacionadas