Brasil

Brasileiros acham que o ensino técnico facilita entrada no mercado, di

emprego pesquisa tecnico ensino
Fonte: agencias 18/08/2014 22:00 - Atualizado em 17/11/2016 14:59
Esqueça os conselhos da mamãe: curso superior já não é mais pré-requisito para uma carreira bem sucedida. Pesquisa do IBOPE, encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), aponta que a sociedade brasileira acredita que a educação profissionalizante é uma excelente escolha para o jovem. De acordo com o estudo, 90% dos entrevistados concordam: quem tem ensino técnico encontra mais oportunidades no mercado de trabalho do que quem não faz nenhum curso.

A percepção também é positiva com relação aos salários: 82% afirmam que os profissionais com certificado de qualificação profissional ganham mais do que os que não têm. O levantamento foi feito com 2.002 pessoas acima de 16 anos em 143 municípios.

No entanto, segundo Censo da Educação 2013, apenas 7,8% dos brasileiros optam pela educação profissional contra 76,8% dos australianos, 69,7% entre os finlandeses e 51,5% dos alemães (dados do CEDEFOP - European Centre for the Development of Vocational Training).

De acordo com Felipe Morgado, gerente executivo de Educação Profissional e Tecnológica do SENAI Nacional, a educação profissional facilita o ingresso dos jovens no mercado de trabalho. “O estudante conquista uma profissão e, com isso, a oportunidade de custear mais facilmente o ensino superior”, comenta Morgado.

O gerente afirma, ainda, que segundo levantamento do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), mais de 70% dos ex-alunos de cursos técnicos de nível médio conseguem emprego no primeiro ano depois do curso. E que, um ano depois de obterem o diploma, os trabalhadores de nível técnico conseguem aumentar sua renda em 24%. O estudo, feito pela própria instituição entre 2010 e 2012, acompanhou metade das quase 40 mil pessoas que terminaram os cursos em 2010 com o objetivo de analisar os impactos da educação profissional na sua empregabilidade.

Suplemento especial

No próximo dia 30, o Correio Braziliense publicará um caderno especial sobre ensino técnico, mostrando quais são os mercados mais promissores para quem opta por um curso profissionalizante. O encarte – em formato tabloide – faz parte do projeto Profissões em Pauta e contará a história de brasilienses que fizeram essa opção profissional e estão muito satisfeitos com o resultado.

Além disso, a partir de hoje, publicaremos uma série de notícias relacionadas ao tema aqui, no hosite do Profissões em Pauta. Se você tem uma história bacana para contar, envie um e-mail para gente: profissaoempauta.df@dabr.com.br. Críticas, elogios e sugestões também são bem-vindas.

Comentários

Matérias Relacionadas