Política Nacional

Bolsonaro começa a ingerir alimentação pastosa e grava vídeo

Bolsonaro permanece sem dor nem sinais de infecção e disfunções orgânicas
Fonte: Agência Brasil | Editor: Paulo Pincel 21/09/2018 15:02
Bolsonaro caminha pelos corredores do hospital Bolsonaro caminha pelos corredores do hospitalFoto: Twitter

Duas semanas depois sofrer um atentado, o candidato à Presidência, Jair Bolsonaro (PSL), começou hoje (21) a ingerir alimentos pastosos em decorrência da recuperação dos movimentos intestinais e teve “ótima aceitação”, segundo boletim médico divulgado nesta tarde pelo Hospital Israelita Albert Einstein. Ele está no hospital desde o dia 7.

Internado em uma unidade semi-intensiva, Bolsonaro permanece sem dor nem sinais de infecção e disfunções orgânicas. De acordo com o boletim, o candidato “evolui com melhora clínica”, recebendo medidas de prevenção de trombose e fazendo exercícios respiratórios, de fortalecimento muscular e períodos de caminhada.

Histórico

Ontem (20), o candidato passou por um procedimento para drenagem de líquido que estava ao lado do intestino. Após constatarem febre de 37,7 ºC, os médicos fizeram uma tomografia de tórax e abdômen e os exames mostraram uma “pequena coleção de líquido ao lado do intestino”.

Bolsonaro recebeu uma facada durante ato de campanha no dia 6 de setembro, em Juiz de Fora (MG). Após ter sido atendido na Santa Casa da cidade, onde chegou a passar por uma cirurgia, ele foi transferido, a pedido da família, para o Hospital Albert Einstein, na capital paulista, na manhã do dia 7.

Vídeo

O candidato do PSL à Presidência postou hoje um vídeo na sua conta no Twitter em que diz que está bem e terá alta até o final deste mês. Ele aparece apenas em plano fechado – quando o destaque da imagem fica no rosto – e usa o que indica ser um pijama listrado de azul.

Sorrindo e balançando o corpo, Bolsonaro agradeceu aqueles que torcem por sua recuperação. “Nunca me senti tão bem na minha vida”, disse. “Até o final do mês estarei de alta, quando juntos enfrentaremos o 7 de outubro [1º turno das eleições].”

Comentários