Cultura

Artista que interpreta Jesus na Paixão de Cristo aposta em sensibilidade no palco

Edson Oliveira vive a história de Jesus na Paixão de Cristo de Floriano, que acontece nos dias 19 e 20 de abril
Fonte: Cesar Augusto Felix Crispiniano | Editor: Da Redação 25/03/2019 19:20
Paixão de Cristo Paixão de CristoFoto: Ascom

Interpretar um dos nomes mais conhecidos do mundo não é tarefa fácil. Este ano, Edson Oliveira viverá a história de Jesus na Paixão de Cristo de Floriano, que acontece nos dias 19 e 20 de abril, às 20h, no Teatro Cidade Cenográfica. Além do piauiense Edson Oliveira, o evento conta com os atores Sérgio Marone, Danni Suzuki e Paulo Betti.

O espetáculo, que marca o início da Semana Santa no Piauí, é uma das maiores apresentações realizadas no Nordeste - ao todo são 350 atores em 22 cenas dramatizando as narrativas da história de Jesus, tudo isso em um cenário de 55 mil metros quadrados, construído especialmente para a encenação.

"Interpretar Jesus é ter a oportunidade de reviver os últimos momentos de Cristo na Terra, de reafirmar todos seus ensinamentos. São palavras que merecem ser ouvidas, refletidas e pôr em prática também", explicou o ator, que já dividiu palco com grandes nomes da dramaturgia nacional como: Carlos Vereza, Felipe Simas, Nívea Maria, Werner Schunemann, Anderson Di Rizzi, Solange Couto e Zezé Motta.

Com apenas 18 anos, o artista piuiense diz que existe uma delicadeza para transportar até o palco uma pessoa que é tão importante. "Nesse momento é algo divino, Não existe um dia sequer em que eu não pense na melhor forma de levar Jesus ao palco. É uma imersão cotidiana seja estudando, lendo. Então a gente vai ganhando a leveza da sútil arte de interpretá-lo. Tenho aprendido muito com Jesus, ele nos faz um convite diário para uma nova forma de viver", explica.

A Paixão de Cristo de Floriano-PI, considerado um dos maiores eventos religiosos do país, o espetáculo acontece desde 1996. A encenação acontecerá dias 19 e 20 de abril, no Teatro Cidade Cenográfica, às 20h, com entrada franca. É uma realização do Grupo Escândalo Legalizado Teatro, Secretaria de Estado de Cultura do Piauí, Governo do Estado do Piauí, patrocínio das empresas: Credshop, Grupo Ferronorte, Grupo Carvalho, Armazém Paraíba, Lei Rouanet de Incentivo à Cultura, Governo Federal e Prefeitura Municipal de Floriano.

Comentários