Política

Arcoverde chama de "espetáculo" a operação da PF

tinha gente na casa do Ciro esperando, antes da polícia chegar", criticou
Fonte: PF | Editor: Paulo Pincel 22/02/2019 11:51
presidente do PP no Piauí, deputado estadual Júlio Arcoverde presidente do PP no Piauí, deputado estadual Júlio ArcoverdeFoto: Paulo Pincel

O presidente do Progressistas no Piauí, deputado estadual Júlio Arcoverde, minimizou a Operação Compensação, realizada simultaneamente em três endereços do senador Ciro Nogueira, em Teresina, Brasília e São Paulo.

"Espetacularização do processo criminal. Como se invade a casa de um senador de três em três meses? fizeram isso há 10 dias da eleição para criar um fato. O senador Ciro e os advogados nunca deixaram de colaborar. Estão rasgando a Constituição Federal. Estranho é que tinha gente na casa do Ciro esperando, antes da polícia chegar", denunciou Arcoverde, depois da posse no Palácio da Cidade, como presidente da Secrettaria Municipal de Esportes e Lazer (Semel), no Palácio da Cidade. Júlio substituir o ex-vereador Renato Berger (Podemos), que vai assumir uma coordenação na Secretaria de Planejamento da Prefeitura de Teresina.

O presidente nacional do Progressistas, em nota divulgada na manhã desta sexta-feira (22), também condenou a operação, que ele entende ser desnecessária, sem razão de acontecer.

Júlio Arcoverde conversou com a deputada Iracema Portela, esposa de Ciro, que está em Brasília. Iracema disse que todos estão tranquilos e que a busca em Brasília foi rápida. "É mais um alarde e não se comprova nada contra o senador", criticou o deputado.

Comentários

Apoio: