Mundo

Apresentadora de TV é presa por defender gravidez sem casamento

Doaa Salah abordou o tema antes do casamento, que é tabu para a sociedade egípcia
Fonte: Noticias ao Minuto | Editor: Redação 04/11/2017 11:03
Doaa Salah Doaa SalahFoto: G1 - Globo.com

Apresentadora de TV no Egito, Doaa Salah foi condenada a uma pena de três anos de prisão por falar, ao vivo, sobre o direito de mulheres serem mães fora do casamento. Sob acusação de ter cometido "ultraje à decência pública", Doaa terá de pagar fiança de US$ 566 para responder ao processo em liberdade.

O programa exibido em julho é uma ameaçada, segundo a Justiça egípcia, "à base da vida no Egito". O sexo antes do casamento é considerado um tabu no país. Na produção, Doaa tratou do tema de gravidez fora do casamento usando uma barriga falsa. "Uma mulher pode casar-se unicamente para o nascimento de seu filho e depois se divorciar", teria sugerido.

A apresentadora também deu espaço para que as telespectadoras dissessem o que pensam sobre doação de esperma, método aceitado em países do Ocidente. Ates do caso ir à Justiça, Doaa foi suspensa do comando da atração por três meses. A decisão ainda cabe recurso.

Comentários

Matérias Relacionadas