Geral

Apelo da mãe e depoimento de médica sobre morte súbita de menino comovem e viralizam nas redes sociais em Teresina

Ricrado Francisco , de 7 anos, teve um mal súbito e foi levado para um hospital, mas morreu de parada cardiorespiratória
Fonte: Redes Sociais, clube e hospital | Editor: Luiz Brandão 13/10/2017 15:03
Mensagens da mãe do menino e da médica comovem nas redes sociais Mensagens da mãe do menino e da médica comovem nas redes sociaisFoto: Fotomontagem

A morte do garoto Ricardo Francisco, de 7 anos, por um mal súbito, ocorrido durante brincadeiras e banho de piscina num clube social de Teresina foi um dos assuntos mais comentados nas redes sociais nesta sexta-feira (13), na cidade.

Um singelo e "dolorido apelo" da mãe pela volta do filho no Facebook e o depoimento humanitário de uma médica, em um grupo de Watsapp, causaram comoção geral em grupos de Watsapp, Facebook e outras redes sociais. A médica estava entre profissionais que tentaram salvar o menino no planto do hospital para onde ele foi levado.

O apelo da mãe após a morte do garoto

O apelo "dolorido" da mãe do garoto comoveu a todos

Em sua página no Facebook, Fernanda Resende, mãe do menino Ricardo Francisco escreveu: “Traz minha paz Meu Filho de volta! Traz!!!! Sai de casa hoje p você ser feliz curtindo seu dia e não para você nunca mais voltar, me deixar, assim sem forças! Volta por favor volta !”. Fernanda postou a foto do garoto abraçado a uma outra garotinha.

Já médica Ilane Costa Area Leão, que estava na equipe de plantão quando o garoto chegou ao Hospital Prontomed, no bairro Primavera, lamentou muito pela equipe que socorreu o garoto não ter lhe salvado a vida. Ele enviou mensagem de conforto à família e aconselhou que pais fiquem mais tempos, abracme e beijem seus filhos.

A médica disse, por mensagens no WhatsApp, que a criança já chegou a unidade em parada cardiorrespiratória (PCD) e mesmo com várias “manobras, o menino não respondia” a ação dos médicos. Ele disse também que talvez “tenha sido o plantão mais dolorido da minha vida! Não teve quem não se emocionasse com o desespero daqueles pais”, conta a médica.

A tristeza dos médicos

A mensagem da médica mostra o sofrimento da equipe por não ter consguido salvar o menino

ENTENDA O CASO - Na quinta-feira (12) Dia da Criança, o Ricardo Francisco, de 7, brincava normalmente no Iate Clube de Teresina. Ele participava das festividades do Dia das Crianças quando se sentiu mal e foi levado ao hospital, às pressas a um hospital, onde já chegou com parada cardiorrespiratória e morreu.

A Diretoria do Iate Clube de Teresina divulgou nota de pesar e explicou que a criança esteve no clube pela manhã quando em determinado momento apresentou mal súbito e foi até aos pais para dizer o que estava sentindo. O Clube prestou toda a assistência necessária para que a criança fosse levada a um hospital.

Após alguns procedimentos o menino foi encaminhado a um hospital particular, onde faleceu em decorrência de uma parada cardiorrespiratória. Segundo os médicos de plantão, a criança já chegou ao hospital em parada cardíaca e a causa da morte está sendo apurada pelo Instituto de Medicina Legal. Uma autópsia foi feita para saber a causa da morte do menino.

Comentários