Educação

Alunos da Uespi apresentam projetos na área do empreendedorismo

Foram desenvolvidos produtos na área do empreendedorismo digital, como startups, aplicativos e softwares.
Fonte: CCOM | Editor: Redação 17/11/2017 14:02
Alunos da Uespi Alunos da UespiFoto: Ascom Uespi

Visando o enriquecimento da ciência regional, por meio do incentivo a pesquisa, a inovação e ao empreendedorismo, o 10º Encontro Unificado da Computação (Enucomp) começou as atividades no dia 15 de novembro, nas dependências da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Campus Ministro Velloso, em Parnaíba, e vai até esta quinta-feira (17). O evento é uma parceria entre a Universidade Estadual do Piauí (Uespi), Universidade Federal do Piauí e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI).

O primeiro dia do evento contou com as palestras “Desconstruindo o Pensamento Empreendedor”, ministrada por Marcus Linhares; “Diagnóstico por imagem: uma segunda opinião utilizando Deep Learning”, por Alcilene Dalilia de Sousa; “Limites entre o real e o virtual e a sua relação com o futuro da infraestrutura de telecomunicações para a Internet das Coisas (IoT)”, por José Valdemir dos Reis Junior; e “Aceleração e os Ciclos da Vida de uma Startup”, por Victor Almeida. E também com a realização dos Keynotes “Análise multiescala usando o método dos elementos de contorno”, por Paulo Sollero, e “Data Science in practice: dealing with image across domains using machine learning”, por Daniela Ushizima.

Além de apresentação de trabalhos e realização de keynotes (palestras), o evento disponibiliza na programação espaços para que alunos mostrem produtos na área do empreendedorismo digital, como startups, aplicativos e softwares.

Para o coordenador geral do evento e professor de Ciência da Computação da Uespi, Rodrigo Baluz, é importante fomentar empreendedorismo digital entre os alunos. “Esta edição foi pensada de uma forma muito especial, nós temos um objetivo muito forte em relação à pesquisa científica, mas nós passamos a nos preocupar com o lado da inovação e do empreendedorismo”, pontua Baluz. O docente acredita que os alunos precisam desse tripé do empreendedorismo.

A Hibots é uma startup criada pelo aluno do segundo período de Ciência da Computação em Parnaíba, Alexandre Matos. Ele explica que a startup busca automatizar as rotinas de trabalho que são executadas na internet. “A Hibots traz soluções com base nos mecanismos de mineração de dados, criando plataformas de coletas de dados conforme a necessidade do cliente. Ou seja, criamos um robô, que vai otimizar um trabalho mecânico realizado por uma pessoa comum”, explica Alexandre, que apresentou a Hibots na Expo App.

O Observatório é outro projeto de destaque na Enucomp, criado pelos alunos Diego Rodrigues, Samylla Alves, Jorge Luis, Vinícius Fontenelle e Francisco José, do Curso de Ciência da Computação. O Observatório é uma plataforma para captura e centralização de informações turísticas da Rota das Emoções. “Inicialmente é uma plataforma voltada para empresas oferecendo uma previsão do mercado turístico, e também, delineando o perfil do turista daquela região em específico”, afirma Jorge Luis, um dos discentes criadores do Observatório, que foi apresentado na Delta Hackton, um dos espaços de fomento a criação de softwares.

O Encontro Unificado de Computação foi idealizado unindo as instituições de ensino na área de informática do Alto Parnaíba: Universidade Estadual do Piauí (Uespi), Universidade Federal do Piauí (UFPI) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI). São parceiros do projeto a Sociedade Brasileira de Computação (SBC), a Faculdade Maurício de Nassau (FMN), o Centro de Ensino Unificado de Teresina (Estácio Ceut), o Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação (PPGCC/UFPI), o Polo de Desenvolvimento Tecnológico de Parnaíba (Delta TICs) e o Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas do Piauí (Sebrae).

Comentários

Matérias Relacionadas