Ciência & Tecnologia

Aluno do Didácio Silva concorre em votação popular a prêmio da Feira Brasileira de Ciências

Estudante cria luva inteligente acionar dispositivos e eletrodomésticos
Fonte: CCOM | Editor: Da Redação 01/03/2018 19:33
Inovação InovaçãoFoto: CCOM

O estudante Francisco Camêlo de Oliveira Neto, aluno do 3º ano do Centro Estadual de Tempo Integral (CETI) Didácio Silva concorre em premiação com votação popular na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace). Até o dia 15 de março o endereço http://febrace.org.br/virtual/2018/ENG/40/) estará disponível para votação. Além disso, a população pode ajudar na seleção com curtidas via rede social Facebook.

Francisco Camêlo falou sobre sua paixão por ciência e convidou a todos para o ajudarem na votação popular. "Minha inspiração veio de uma paixão por tecnologia que desde criança. Fiz esse projeto com o intuito de ajudar as pessoas que não tem muita mobilidade dentro de sua residencia. Logo no começo da post tem a opção de curtir, isso vai ajudar bastante para avaliação do meu projeto na feira, e quem puder compartilhar ajuda bastante. Conto com a ajuda de vocês para isso", explicou o aluno.

Finalista na Sub-categoria: Eletrotécnica com o Projeto Wearable-Luva Inteligente, o estudante da rede estadual reuniu técnicas da robótica, engenharia e eletrotécnica para criar uma luva capaz de acionar dispositivos para iluminação, ligar e desligar eletrodomésticos como: televisão, ventilador, como se fosse um controle remoto em forma de uma luva, para melhor adaptação. Baseado em uma placa microcontroladora Arduino, o sistema de automação residencial, tem um baixo custo e baixo consumo de energia.

A professora e orientadora do projeto Sidiane Alves Cardoso, ressaltou a importância de incentivar os alunos a realizarem projetos na área da ciência.

"A importância de incentivar a ciência, tecnologia e pesquisa partiu do desejo de formar cidadãos mais éticos e profissionais, explorar a criatividade e espírito investigativo no ramo da pesquisa científica, e que nossos alunos não sejam apenas consumidores de tecnologias e sim desenvolvedores dela", pontuou a professora.

A Febrace, este ano, ocorre nos dias 13, 14 e 15 de março no estacionamento da Escola Politécnica - USP.

Comentários