Brasil

Aluna trans não sabe se permanece na escola após confusão

"Ela ainda está muito abalada, não sabe se continua na escola", disse a mãe
Fonte: Notícias ao Munuto | Editor: Da Redação 24/11/2017 16:17
Polemica com garota Trans Polemica com garota TransFoto: © Reprodução / Facebook

pós a polêmica envolvendo uma suposta expulsão de uma aluna trans de 13 anos de uma escola em Fortaleza, a mãe da menina, Mara Beatriz, de 39 anos, disse que a filha ainda não sabe se retornará em 2018 para a unidade de ensino.

"Ela ainda está muito abalada, não sabe se continua na escola. Ela disse é que os amigos dela estão lá, mas ela não se sentiu bem com o que aconteceu e com os comentários que estamos recebendo. O problema não partiu das crianças. A maior parte delas a tratou bem e a acolheu nesse período. Minha filha começou a transição (de gênero) neste ano, quando estava com 12 anos. Ela fez 13 apenas no último domingo", disse a jornalista em entrevista ao jornal O Globo.

Após a divulgação do caso, a Escola Educar Sesc divulgou uma nota onde afirmou que estar cumprindo "o compromisso assumido com a família da aluna e com a população em geral". Para isso, "realizou o ajuste no sistema de informática para possibilitar a inclusão do nome social nos documentos escolares; providenciou a emissão e já está de posse da carteira estudantil da aluna, não proíbe a utilização de banheiro conforme a identidade de gênero".

Comentários