Polícia

Aluna acusada de homicídio é presa após agredir coordenadora em escola

O caso ocorreu em José de Freitas e a educadora foi levada ao hospital
Fonte: Revista Opinião | Editor: Da Redação 21/03/2019 08:49
Polícia Militar foi acionada Polícia Militar foi acionadaFoto: Divulgação

Uma aluna do programa Educação Para Jovens e Adultos (EJA), identificada como Vanessa da Rocha de Oliveira, de 18 anos, foi presa após agredir e ameaçar de morte a coordenadora da Escola Levy Carvalho, em José de Freitas. Maria de Nazareth Alves Ferreira Neta, de 47 anos, foi xingada e agredida com chutes, socos e puxões de cabelo.

Segundo informações locais, Vanessa de Oliveira é acusada de homicídio em 2018. A confusão começou quando a aluna se dirigiu até a secretaria da escola e perguntou a Maria de Nazareth se podia ir embora. A coordenadora perguntou para ela por qual motivo ela queria ir embora naquele horário, pois ainda não havia acabado as aulas, então Vanessa a respondeu de forma grosseira e com xingamentos, afirmando que a escola tem muito barulho e que era um inferno.

Neste momento a Coordenadora Nazareth, que estava responsável pela escola, pediu para que a aluna se acalmasse e que aguardasse a diretora que estava em reunião na secretaria Municipal de Educação. Vanessa então insistiu em permanecer na sala reservada para os professores e Coordenadores e Narazeth pediu para ela esperar na sala de aula. A aluna então começou as agressões com palavras de baixo escalão e bateu fortemente na porta, deixando a sala da secretaria. Começou então o tumulto dentro do prédio.

A coordenadora conta que quando percebeu que a aluna estava agressiva e desrespeitosa, foi até a sala de aula, onde Vanessa se encontrava, e pediu para que a aluna fosse para casa. A jovem desferiu um violento soco no rosto da educadora, chegando a quebrar o óculos, iniciando uma sessão de violentos socos e chutes. A vítima ainda foi puxada pelo cabelo e jogada no piso da sala, levando vários chutes no tórax e nos seios, sendo salva das agressões pelo o Professor Areolino Cardoso, que chegou no momento da violência contra a companheira de trabalho.

A Polícia Militar foi acionada e uma guarnição do 16° batalhão compareceu ao local, onde efetuou a prisão da aluna dentro do prédio Escolar. A jovem foi conduzida para a Delegacia de Polícia Civil de José de Freitas para as medidas cabíveis por parte da polícia Judiciária. O caso ganhou ampla repercussão nas redes sociais.

A Coordenadora Maria de Nazareth deu entrada na urgência do Hospital Nossa Senhora do Livramento, onde passou por vários procedimentos médicos devidos as agressões e hematomas no corpo.

Vanessa Rocha, responde na Justiça de José de Freitas, o crime de homicídio, que teve como vítima o próprio companheiro de nome Solimar Cardoso dos Santos, que foi morto com uma facada no peito, crime ocorrido em fevereiro de 2018.

Na época do crime, Vanessa era menor de idade e passou vários dias internada num centro de menores infratores em Teresina Piauí, tendo ganhado liberdade condicional.

Comentários