Política

Aliados de Ciro garantem que senador está tranquilo

Polícia Federal cumpriu mandados na casa, escritório e gabinete de Ciro
Fonte: Redação/Assessoria | Editor: Paulo Pincel 24/04/2018 15:49
Senador Ciro Nogueira (Progressistas-PI) Senador Ciro Nogueira (Progressistas-PI)Foto: Reprodução

Os aliados do senador piauiense Ciro Nogueira, presidente nacional do Progressistas, reagiram com cautela à determinação do ministro do Supremo Tribuna Federal, Edson Fachin, que mandou a Polícia Federal realizar busca e apreensão na casa, escritório e gabinete dele, em Teresina e Brasília, na manhã desta terça-feira (24).

“O senador está muito tranquilo, os advogados do senador não sabem nem o teor dessa busca e apreensão em sua casa em Teresina. A gente juridicamente fica pensando, como pode ter busca e apreensão em um processo de obstrução de Justiça? Uma coisa não bate com a outra”, argumentou o deputado Júlio Arcoverde, presidente do Progressistas no Piauí e amigo de Ciro, que confirmou a presença de policiais federais na residência do senador, em Teresina. “Não tinha ninguém em casa, mas eles fizeram a busca”, revelou.

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Francisco Limma (PT), defende que se aguardem os fatos. “Vamos aguardar qual é a situação, a polícia tem feito tantas abordagens que não resulta em nada. Eu acho melhor aguardar o desfecho de tudo isso Acho que cada um responde por seus atos. Acredito que o senador Ciro tem a sua justificativa, acho que temos que aguardar qual o objetivo e desfecho da operação. A política é cheia de dinâmica, de vai e volta”, emendou o líder governista.

Já o deputado Severo Eulálio (MDB) considera prematuro falar sobre a ordem do ministro no momento. “Foi feito uma busca e apreensão no gabinete, não sabe o que foi encontrado, está correndo em segredo de justiça o processo e é prematuro fazer algum prognóstico nesse momento... O MDB não vai ser favorecido de maneira nenhuma com essa situação que está acontecendo em Brasília. Isso é algo nacional e não tem nada com a política local”, desconversou Eulálio.

O mandado de busca e apreensão contra Ciro também repercutiu na Câmara Municipal de Teresina, onde o vereador Edilberto Borges “Dudu”, do PT, garantiu que a aliança com Ciro está mantida. “É triste, não vou dizer que ficamos alegres e aplaudindo, mas eu espero que o senador Ciro Nogueira possa dar as devidas explicações, os devidos esclarecimentos sobre o que está acontecendo no âmbito dessa operação que envolve seu nome. Do ponto de vista aqui, não altera em nada. Nós temos a convicção de que todo o cidadão é inocente até que se prove o contrário”, destacou Dudu.

Comentários