Saúde

Adapi intensifica ações para barrar novos focos peste suína

Portaria proibiu a venda de carne e derivados e o trânsito de suínos no Piauí
Fonte: Paulo Pincel | Editor: Alinny Maria 09/04/2019 22:00
Equipes estão em campo para evitar novos focos de peste suína no Piauí Equipes estão em campo para evitar novos focos de peste suína no PiauíFoto: Divulgação/Adapi

Equipes de veterinários e técnicos da Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi) estão em campo desde domingo, percorrendo as propriedades no entorno da chácara no município de Lagoa do Piauí, a onde foi confirmado um caso de peste suína clássica – além da morte de sete leitões com menos de três meses de idade, com sinais de fraqueza, febre alta e paralisia dos membros, mesmos sintomas do animal com exame confirmado para a peste pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Como a criação de porcos era extensiva, ou seja, os animais viviam soltos na mata, todos os animais criados nas proximidades do foco da doença serão sacrificados.

No domingo (7), quatro equipes de veterinários foram até a propriedade, onde sacrificaram os animais e iniciaram a desinfecção das instalações, veículos e pessoas, medidas primárias para a erradicação do foco, além da interdição da propriedade, controle do trânsito de animais, investigação epidemiológica nas propriedades circunvizinhas e sacrifício de todos os suínos das propriedades próximos. Além do sacrifício, as carcaças dos animais são enterradas em covas fundas.

A barreira sanitária deve curar 30 dias e pode ser prorrogada, caso haja novos casos da peste em outros municípios.

As equipes da Adapi em campo
As equipes da Adapi em campo na região de Lagoa do Piauí [Foto: CCom/Adapi]

A Adapi divulgou nesta terça-feira (9) a segunda nota técnica sobre as ações para combater novos focos da peste suína clássica no Piauí.

"NOTA TÉCNICA nº 02 - ASSUNTO: Atualização sobre Foco de Peste Suína Clássica no Estado do Piauí
A ADAPI comunica que no dia 07/04/2019 (domingo) deslocou 04 (quatro) equipes do Grupo Especial de Atenção às Enfermidades Emergenciais ou Exóticas (GEASE) para a área do foco de PSC (Peste Suína Clássica), no município de Lagoa do Piauí – PI. As equipes realizaram o sacrifício sanitário de animais na propriedade foco, com o apoio da Polícia Militar do Estado, assim como o mapeamento e vigilância das propriedades vizinhas. Realizaram ainda atividades de educação sanitária e vigilância do trânsito na área, também com o apoio da Polícia Militar do Estado do Piauí e da Polícia Rodoviária Federal. Nesta segunda feira (08/04/2019) mais duas equipes estiveram no município, realizando ações de vigilância, preparadas também para a realização de possíveis novas coletas de material para exames laboratoriais, no caso de detecção de novos animais suspeitos. Vale ressaltar que este serviço será realizado diariamente, durante todo o período de monitoramento do foco, utilizando-se novas equipes. Até esta data foram fiscalizadas 28 (vinte e oito) propriedades com suínos na região do foco. A Agência publicou, como determina a legislação federal que trata do assunto, também na manhã desta última segunda-feira, a Portaria DG-ADAPI nº 23/2019, que proíbe o trânsito de suínos, seus produtos e subprodutos no Estado do Piauí, assim como o trânsito de suínos do Piauí para outros Estados da Federação. A Portaria estabelece ainda a utilização de corredores sanitários oficiais para a entrada no Piauí de suínos oriundos de outros Estados da federação e dá outras providências. Ontem ainda foi realizada uma nova reunião do grupo GEASE, desta vez com a participação do representante do setor produtivo envolvido, onde foram estabelecidas novas ações emergenciais para o atendimento ao foco e, posteriormente, representantes da ADAPI e da SFA reuniram-se com representantes do governo do Estado para tratar de pautas como decretação do estado de emergência sanitária e liberação de recursos financeiros. Teresina 09 de abril de 2019. A DIREÇÃO."

A Adapi já havia divulgado uma Nota Técnica no sábado (6), quando foi confirmado o caso de peste suína clássica em Lagoa do Piauí.

“NOTA TÉCNICA 1 - ASSUNTO: Confirmação de Foco de Peste Suína Clássica no Estado do Piauí
A ADAPI - AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PIAUÍ, confirma a NOTA TÉCNICA N 1º/2019/CIEP/CGPZ/DSAIP2/DAS/MAPA sobre a ocorrência de foco de Peste Suína Clássica (PSC) no município de LAGOA DO PIAUÍ. A ADAPI Informa também que o Grupo Especial de Atenção às Enfermidades Emergenciais ou Exóticas (GEASE) foi acionado imediatamente e já está atuando, e medidas como a interdição da propriedade onde foi localizado o foco, proibição do trânsito de suínos, assim como outras, de relevante importância, estão sendo tomadas em busca da contenção e da eliminação da doença. Informa a intensificação da vigilância epidemiológica no Estado e que outras análises laboratoriais e investigações clínico-epidemiológicas estão em andamento na região. Esclarecemos a população que a Peste Suína Clássica é uma doença viral que acomete somente porcos e javalis e não é uma zoonose, e, portanto, não acomete humanos. Os principais sinais clínicos da PSC são: febre, alta mortalidade em animais jovens, manchas hemorrágicas (avermelhadas) na pele do animal, incoordenação motora, conjuntivite, diarreia, dentre outros. O controle e a erradicação da PSC é de grande relevância para a economia local e nacional, pois sua ocorrência gera prejuízos e restrições ao comércio desses animais e seus produtos. Portanto, solicitamos que todos aqueles que suspeitarem da ocorrência da doença comuniquem imediatamente a ADAPI. Teresina-PI, 06 de Abril de 2019 A DIREÇÃO”.

Comentários