Cidade

Ações de conscientização reduzem número de notificações sobre lixo na zona Sudeste

Comunidade deve fiscalizar atividades na região
Fonte: PMT | Editor: Redação 05/02/2019 16:30
Foto FotoFoto: ascom/sdu sudeste

As equipes da Gerência de Controle e Fiscalização (GCF) da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Sudeste (SDU Sudeste) em parceria com grupos do programa de monitoramento ambiental Lixo Zero, coordenado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), deram continuidade às intervenções a respeito do correto acondicionamento do lixo na Avenida Noé Mendes, zona Sudeste de Teresina.

Graças às atividades feitas ao longo da semana, como ações de panfletagem e reunião com horticultores, durante a atuação dos fiscais na quinta-feira (31) e sexta-feira (01) foram notificadas e encaminhadas às penalidades cabíveis uma quantidade mínima de dez munícipes. Os fiscais monitoraram a área das 8h às 20h, percorrendo toda a extensão da Avenida procurado possíveis “sujões”. Foram disponibilizados seis fiscais da GCF e dois do Programa Lixo Zero para supervisionar a região tirando fotos e anotando quaisquer informações que ajudassem na identificação dessas pessoas.

Para o gerente de Fiscalização da SDU Sudeste, Alexandre Nogueira, o resultado da ação foi positivo por conta do baixo número de notificações, mas que é essencial que a comunidade se conscientize a respeito dos cuidados com o lixo e evite depositar resíduos em locais irregulares. “Notificamos, com o apoio do Lixo Zero, cerca dez de pessoas e carroceiros no momento que se preparavam para despejar lixo na via pública. É importante salientar que a própria comunidade se conscientize e evite despejar lixo na via pública, bem como se informe a respeito dos Pontos de Recebimento de Resíduos (PRR’s) existentes na região”, esclareceu Alexandre Nogueira.

De acordo com o superintendente da SDU Sudeste, Evandro Hidd, essa ação pontual está concluída, contudo ela deve continuar nas atitudes individuais de cada morador tanto em fazer o correto acondicionamento do lixo como contribuindo através de denúncias. “Diariamente retiramos várias toneladas de lixo ao longo da Noé Mendes, ou seja, são recursos e tempo desperdiçados somente nessa região. Além disso, o lixo nas ruas incomoda a todos, seja pelo mau cheiro como também por servir de esconderijo para ratos transmissores de doenças. Por isso, essa ação específica busca levar a comunidade conscientização a respeito dos cuidados com seu lixo produzido. Também em denunciar essas práticas para que sejam tomadas as ações cabíveis”, enfatizou.

Lei

O Código de Postura do Município através da Lei nº 3.610 de 11/01/2007 estabelece que a equipe de fiscalização deve notificar os infringentes, e em não sendo atendidas as exigências da lei, os mesmas serão autuados com multa que pode variar de R$300, 00 a R$5.000,00 .


Comentários