Brasil

732 estupradores estão registrados em banco de esperma

As informações são utilizadas para a validação de estupros e também para a confirmação da identidade de suspeitos
Fonte: Noticias ao Minuto | Editor: Redação 18/12/2017 09:26
Espermatozóides EspermatozóidesFoto: thinglink.com

Um banco de dados do Estado de São Paulo reúne dados genéticos, incluindo espermas, de 732 estupradores. As informações estão guardadas dentro do Instituto Médico Legal (IML) localizado dentro do Hospital Pérola Byington, no Centro de São Paulo. As informações são utilizadas para a validação de estupros e também para a confirmação da identidade de suspeitos. Além disso, permitem comprovar se o suspeito já realizou outros crimes, como no caso de estupradores em série.

A polícia analisa as informações recebidas a partir do relato sobre o modo de ação do criminoso e confronta com os vestígios recolhidos nas vítimas, como esperma, retirados pelos peritos do IML. Os dados auxiliam na confirmação de que o suspeito cometeu o crime e eventualmente seja condenado pela Justiça.

A Superintendência da Polícia Técnica-Científica do Estado de São Paulo explica que o banco de dados de coleta de vestígios biológicos em casos de violência sexual começou a ser criado em novembro de 2015. "Atualmente, o sistema conta com 732 perfis genéticos extraídos de vítimas. Esses dados são arquivados e cruzados com os perfis de suspeitos desse tipo de crime".

Comentários