Wilson e Liliam assustam com foto à beira de precipício

Lilian e Wilson Martins na Pedra do Telégrafo, no Rio de Janeiro Lilian e Wilson Martins na Pedra do Telégrafo, no Rio de JaneiroFoto: Montagem/Paulo Pincel

Corre um frio na espinha de quem vê a foto do ex-governador do Piauí, Wilson Martins, beijando a conselheira do Tribunal de Contas do Estado, Lílian Martins, agarrada a uma pedra à beira de precipício.

A foto “bombou” nas redes sociais, mas o único risco no registro fotográfico era de uma raladura nos braços da dupla apaixonada, que visitou a Pedra do Telégrafo, em Barra de Guaratiba, na Zona Oeste do Rio.

Wilson e Lilian fizeram as fotos na Pedra do Cavalo, onde se formam filas nos finais de semana com o mesmo objetivo: zoar a família e os amigos.

Os visitantes da Pedra da Bigorna, outro nome do novo point da galera, chegam de todas as partes para fazer as fotografias à beira do "abismo" e causar medo em quem receber os cliques.

São 354 metros de montanha por uma trilha de dificuldade moderada, que dura cerca de 40 minutos, com guias que cobram R$ 50 para acompanhar os turistas.

Durante a Segunda Guerra Mundial, na Pedra do Telégrafo foi instalada uma estação militar de comunicação daí o nome.

O
O "truque" revelado: a pedra fica sobre um platô e não há risco algum para quem faz a foto


Pedra do Telégrafo
Pedra do Telégrafo

Pose de todos os tipos
Pose de todos os tipos à beira do "abismo"

Comentários

MEIA PALAVRA

Paulo Pincel

Paulo Henrique Oliveira Barros Bacharel em Comunicação Social - Jornalismo - UFPI Especialização em Marketing e Jornalismo Político - Instituto Camilo Filho Escreve sobre política e outros assuntos

Sobre o Blog

Para bom entendedor...

Apoio: