"Estamos preparados para apanhar muito na campanha"

Wellington Dias no aniversário da vice-governadora Margarete Coelho Wellington Dias no aniversário da vice-governadora Margarete CoelhoFoto: Francisco Leal

O tempo é, hoje, o pior inimigo do governador do Piauí, Wellington Dias (PT), que corre contra o relógio para formar uma chapa consensual, que agrade aos mais de 15 partidos que compõe a base aliada. Wellington Dias voltou a pregar o entendimento, embora já defenda que as vagas majoritárias seja distribuídas a partidos distintos, isto é, um mesmo partido não vai indicar um candidato a senador e outro a vice-governador, como quer o Progressistas.

“Esse é o caminho natural. A chapa sairá fruto do entendimento e é normal os partidos pleitearem participação, tanto a vice, senador, suplentes. Não tem segredo. Não é a decisão de uma só pessoa, ela passa por uma definição sensata com o conjunto dos que compõem comigo esse time. Mas, vamos fazer tudo nos entendendo conforme a situação de cada partido. Entretanto, ainda tem as discussões das filiações partidárias, dos afastamentos”, ponderou o governador, durante a festa de aniversário da vice-governadora Margarete Coelho, na manhã desta segunda-feira (12), na Comunidade Terapêutica Santa Maria Madalena, que abriga mulheres dependentes químicas, no povoado Canaã, zona rural Leste de Teresina.

Março já vai pela metade, abril já está chegando e continua a indefinição sobre quem serão os outros dois candidatos majoritários: vice-governador e a segunda vaga de senador. Enquanto isso, Wellington Dias é alvo de ataques violentos da oposição da Assembleia Legislativa.

Sobre esses ataques, Wellington Dias disse que está preparado para apanhar muito durante a campanha, mas defende o alto nível do debate, que essas críticas não descambe para a baixaria.

“Acho natural. Em período de eleição ainda não vi os adversários fazerem elogios ao outro. Então, eu estou preparado, bem como todo o nosso time para apanhar muito. Só espero que não caminhe para a linha da baixaria e que a gente possa ter um nível elevado. É isso que espera a população”, defendeu.

Margarete Coelho comemorou 57 anos de vida Margarete Coelho comemorou 57 anos de vida ao lado do governador Wellington Dias [Foto: Francisco Leal]

Comentários