Wellington: "não penso em agradar com composição do governo"

Governador Wellington Dias com os deputados estaduais Governador Wellington Dias com os deputados estaduaisFoto: Jorge Bastos/PK/CCom

Depois de reunir os auxiliares do primeiro escalão, na terça-feira (7), no Auditório Sulica, da Secretaria de Estado da Cultura, em Teresina, o governador Wellington Dias convocou uma reunião, para as 9h desta sexta-feira (1º), no Palácio de Karnak, com todos os partidos da base de sustentação do governo na Assembleia Legislativa para aparar eventuais “arestas” e encerrar a polêmica sobre a composição do secretariado. "Eu não penso em agradar com composição política de governo. Acho que a missão e o objetivo de quem assume o mandato é de fazer acontecer melhorias para a população", avisou.

Wellington Dias lembrou que esse é seu quarto mandato como governador e sempre houve essa reação depois do anúncio do secretariado. "Já estou na quarta composição e cria-se toda uma expectativa. Temos uma quantidade de áreas que são chamadas de livre nomeação. O objetivo é antes de tudo é ter essa energia que veio da campanha com diferentes forças políticas priorizando pessoas que são profissionais em diferentes áreas para nos ajudar na execução no projeto que temos ao Piauí".

Wellington Dias tenta evitar que as sucessivas entrevistas de aliados demonstrando insatisfação com as escolhas do chefe do Executivo para compor o governo possam causar um desgaste ainda maior para a gestão estadual. "Assim como diz uma agenda com a equipe de secretários, a ideia é apresentar aos parlamentares aquilo que vamos trabalhar e priorizar nos próximos dias. Isso para que ocorra uma sintonia entre o Legislativo e também o Executivo. O objetivo é a sintonia e integração de todas as autoridades. Queremos esse diálogo para ter uma sintonia", defendeu..

Wellington Dias vai recomendar comedimento e equilíbrio nas declarações dos deputados estaduais, já que todos os partidos aliados foram contemplados com cargos no primeiro escalão. Uns com mais, outros com menos, mas todos estão representados.


Governador Wellington Dias com a bancada estadual Wellington Dias na reunião com a bancada estadual [Foto: Jorge Bastos]

Time

Na reunião com o secretariado, Wellington Dias recomendou foco no equilíbrio financeiro do Estado como forma de realizar investimento nos próximos anos e avisou que vai cobrar resultados. Quem não cumprir metas vai sair. Independentemente de que indicou esse ou aquele gestor que não atendeu às expectativas para o cargo.

O equilíbrio financeiro, ressaltou Wellington Dias, na reunião de terça-feira, é fundamental para manter investimentos, defendeu Dias, anunciando uma nova sistemática de controle da folha de pagamento e dos contratos de pessoal – terceirizados e prestadores de serviços. “Vamos ter um tratamento rigoroso nas escolhas de diretores e áreas técnicas, em especial na Educação”, avisou.

A qualificação das equipes nos órgãos estaduais vai ser outra novidade. “Acredito na política e não podemos ignorar sua importância, mas precisamos dar o devido espaço ao caráter técnico. O povo quer resultado. Por isso, vamos ter muito cuidado com as duas principais despesas do Estado que são pessoal e custeio”.

Portanto, a orientação para os gestores e para os deputados estaduais aliados é: falar menos, trabalhar mais. O governador tem razão ao cobrar essa postura da bancada. O Estado não pode ser visto apenas como uma mera fonte pagadora de salários, inclusive dos afilhados políticos, mas para servir com qualidade e eficiência o cidadão.

A sociedade piauiense - e adjacente - busca o serviço público para resolver suas demandas, é deve ser sempre prioridade. A discussão política, a disputa por mais espaços, por poder, precisa ficar para segundo plano, como defendeu Wellington Dias ao avisar que o diálogo com os partidos vai continuar existindo, mas que a hora é de trabalhar pelo Piauí.

Governador Wellington Dias com a bancada estadual
A bancada estadual compareceu em peso à reunião [Foto: Jorge Bastos]

Comentários

MEIA PALAVRA

Paulo Pincel

Paulo Barros é formado em Comunicação Social-Jornalismo/UFPI; com Especialização em Marketing e Jornalismo Político/Instituto Camilo Filho

Sobre o Blog

Política e outros temas relevantes, com ética e responsabilidade. Para bom entendedor, MEIA PALAVRA basta!

Apoio: