TÔ LIGADO

Por Francisco Gilásio

Sem utilidade até quando?

Foi realizado na Câmara Municipal de Teresina em 2015, audiência pública destinada a discutir a situação do antigo prédio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), localizado em frente à Praça João Luís Ferreira, no Centro da cidade.

Construído na década de 1940, o prédio está abandonado há mais de 17 anos, desde abril de 2014, o prédio foi entregue à Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), que pretendia implantar no local um novo espaço da Casa da Mulher Brasileira, onde seriam disponibilizados serviços para os mais diversos tipos de violência contra as mulheres, como acolhimento e triagem; apoio psicossocial; delegacia; Juizado; Ministério Público, Defensoria Pública; promoção de autonomia econômica; cuidado com crianças – brinquedoteca; alojamento de passagem e central de transportes.,na época a reforma do edifício custaria R$ 6 milhões aos cofres públicos.

Na audiência, outras propostas para destinação do imóvel foram sugeridas, como a implantação de um centro cultural ou a construção de apartamentos populares no local.
O vereador Antonio Aguiar (PROS), que foi proponente da audiência, salientou que a morosidade na recuperação do prédio podia acelerar sua deterioração. Passados 3 anos, tem se a clara certeza de que nada adiantou a audiência pública, aliás essas audiências nunca tem resultados práticos é e sempre será blá blá blá.

Neste caso, por onde anda a sucursal do MTST do Boulos para providenciar a ocupação e a criação de moradias popular. Talvez assim algum responsável pelo prédio tome providências antes que se deteriore de vez

Prédio INSS

Comentários

TÔ LIGADO

Francisco Gilásio

Repórter fotográfico com atuação em veículos de comunicação da capital, tendo imagens publicadas em jornais revistas e sites nacionais e internacionais, mais de 30 anos de experiência na vida de fotojornalismo.

Sobre o Blog

Trata de imagens fotojornalística, do cotidiano da cidade.

Apoio: