Seca deixa 87 cidades do Piauí em emergência

Deputado estadual Hélio Isaías (PDT), secretário de Estado da Defesa Civil Deputado estadual Hélio Isaías (PDT), secretário de Estado da Defesa CivilFoto: Paulo Pincel

Já são 87 cidades do Piauí em situmação de emergencia por causa da falta de água - até para consumo humano na sede dos município. A revelação foi feita no começo da tarde desta quinta-feira (23), pelo deputado estadual Hélio Isaías (PDT), que retorna à Secreetaria de Estado da Defesa Civil nesta sexta-feira (23).

Hélio Isaías e outros sete secretários deputados foram exonerados pelo governador Wellington Dias e retornam ao cargo menos de um dia depois. O afastamento foi para que eles pudessem destinar R$ 1,3 milhões em emendas individuais para cidades onde mantém suas bases eleitorais;

“Estamos no sexto ano consecutivo de seca no Piauí e em todo o Nordeste. Nossos reservatórios estão todos com capacidade abaixo de 10%. O abastecimento urbano está comprometido, mas a Defesa Civil está agindo. Em São Raimundo Nonato estão sendo aplicados R$ 15 milhões do Ministério da Integração em uma adutora que vai beneficiar nove municípios”, adiantou o deputado.

Hélio Isaías citou o exemplo de Pedro II, onde o Açude Joana secou. A saída foi a construção de uma adutora, desde o açude Caldeirão, em Piripiri, até Pedro II. Enquanto a obra não fica pronta estão sendo providenciados carros-pipa, a perfuração de poços e a construção de pequenas barragens. As mesmas medidas também estão sendo aplicadas em Curimatá, onde a população reclama que não tem água para as necessidades básicas, explicou o secretário.

Comentários

MEIA PALAVRA

Paulo Pincel

Paulo Henrique Oliveira Barros Bacharel em Comunicação Social - Jornalismo - UFPI Especialização em Marketing e Jornalismo Político - Instituto Camilo Filho Escreve sobre política e outros assuntos

Sobre o Blog

Para bom entendedor...

Apoio:

Colunas e Blogs