Rodrigo avisa: quem quiser sair do PRB, sem problema

Deputado federal Rodrigo Martins (PSB-PI) Deputado federal Rodrigo Martins (PSB-PI)Foto: Agência Câmara

Antes mesmo de ingressar no PRB, o deputado federal Rodrigo Martins já chegou botando banca e colocando ordem na casa. Martins mandou um recado curto e grosso para quem estiver insatisfeito com a sua chegada: a porta da rua é a serventia da casa. Avisou mais: o PRB, hoje na base de Wellington Dias, vai para a oposição a partir de 7 de abril, quando o parlamentar vai desembarcar de mala e cuia vindo do PSB.

Rodrigo negocia diretamente com a Executiva nacional do PRB, mas já conversou com as duas principais lideranças do partido no Piauí, no caso o deputado estadual Gessivaldo Isaías, hoje secretário de Estado do Trabalho e Empreendedorismo, e de Teresina, com o vereador Levino de Jesus. “Quem não quiser seguir o partido, pode sair sem problema”

O deputado ressalta que em política é difícil agrada todo mundo, não há uma unanimidade. “Logicamente que ninguém é unanimidade em nenhum partido. Respeito as opiniões contrárias e, uma vez a nossa filiação acontecendo até o dia 7 de abril, quando acaba o prazo previsto por lei, o partido irá para a oposição de forma bem natural e tranquilamente. Agora, quem não quiser seguir no partido pode sair. Sem problema”, sugeriu.

O parlamentar lembrou que nas conversas com as lideranças do PRB no Piauí colocou que que estava indo para o partido, com a intenção é agregar, somar, engrandecer e crescer o PRB no Piauí. Resta saber se Gessivaldo, que deixa a secretaria e volta ao plenário em abril, vai querer mudar de lado.

Comentários