BLOG DO DEUSVAL

Por Deusval Lacerda

O antipovo

Por Deusval Lacerda de Moraes

Ainda estou inconformado com a pretensão do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, de ser candidato à presidência da República, depois da sua descompostura com o povo brasileiro, para aprovar os projetos antipovo propostos pelo governo do Michel Temer, quando disse: "O Congresso não é cartório para fazer o que o povo quer".

Apenas se deve lembrar que a Câmara dos Deputados é conhecida como a caixa de ressonância do povo brasileiro, pois no tabuleiro dos poderes democráticos do Estado funciona como o verdadeiro repositório dos anseios da população.

E ele preside nada mais nada menos o que se convencionou chamar de Casa do Povo.

Isto por si só demonstra o quão a grande parcela dos políticos conservadores brasileiros é democrata de araque, posto que na hora agá corre do respeito à maioria igual o diabo corre da Cruz.

Fez-me lembrar da autobiografia do ex-presidente americano Bill Clinton, Minha Vida, quando ele, na sua primeira eleição ao governo do Arkansas, prometeu reestruturar as estradas interestaduais e o fez sem dizer a fonte dos recursos na campanha, o que aumentou a taxa de emplacamento dos veículos dos usuários das estradas, e, em represália da população, perdeu a reeleição. Doravante, recompôs-se politicamente e voltou a governar o Arkansas, quando foi até a Casa Branca.

Dito isso, fica comprovado o desdém desses políticos tupiniquins com a democracia, pois enquanto os políticos primeiro-mundistas aprendem com os erros o verdadeiro sentido e exercício democrático, boa parte dos políticos brasileiros persiste no erro como trunfo para permanecer na política e ainda se acha no direito de galgar cargos eletivos mais elevados. É duro de roer!

Comentários