Margarete Coelho vai acatar qualquer que seja a decisão do Progressistas sobre candidatura

A vice-governadora Margarete Coelho no almoço com prefeitos em Teresina A vice-governadora Margarete Coelho no almoço com prefeitos em TeresinaFoto: Reprodução

A vice-governador Margarete Coelho (Progressistas) garantiu que vai acatar a decisão do partido, seja ela qual for. A princípio, o PP insiste em mantê-la como candidata a reeleição, mas em nome da manutenção da unidade na base governista o Progressistas pode decidir que Margarete deve disputar um outro cargo eletivo.

“Seja a posição que o movimento disser que eu deva estar, a posição que o partido disser que eu deva estar, eu vou estar à disposição. Eu tenho uma lealdade muito grande com a minha pauta política. Essa lealdade é que tem me movido durante todo o meu processo, desde que eu me candidatei pela primeira vez. Em 2014, nós abraçamos um projeto de Piauí e eu continuo fiel a esse projeto de Piauí, fiel aquele grupo que me elegeu, fiel a todos os votos que eu recebi”, assegurou a vice.

Nesta segunda-feira (11), Margarete Coelho recebeu o apoio de mais de cem prefeitos, que foram a um almoço de solidariedade à vice, no Restaurante “O Casarão”, na zona Leste de Teresina. Lá, os prefeitos e outras lideranças de vários partidos assinaram um documento defendendo a permanência de Margarete como candidata a vice-governadora nas eleições de 7 de outubro.

“Essa decisão deve ser tomada pelo partido e não por mim, individualmente. Eu sou sincera quando digo que eu não tenho projeto pessoal, o meu projeto é o do partido, do movimento municipalista, o projeto do movimento dos prefeitos que eu acho que devem e merecem ser ouvidos em um momento tão importante quanto à formação da chapa”, defendeu.

Veja o vídeo!

Comentários