Ex-tucanos poderão ingressar no governo do PT através do PP

Silvio Mendes discursa na inauguração de unidade básica de saaúde Silvio Mendes discursa na inauguração de unidade básica de saaúdeFoto: PMT

A partir do próximo dia 20, ex-tucanos de peso, como o ex-prefeito de Teresina Sílvio Mendes, poderão ingressar no governo do petista Wellington Dias naturalmente, sem nenhum problema, a não ser de ordem moral. Ou seja, o que o Antonio José Medeiros e Chico Gerardo tentaram em 1988, juntar tucanos e petistas, o senador Ciro Nogueira pode conseguir agora.

Esse é o caso dos tucanos que vão ingressar no PP de Ciro Nogueira. O senador e seu partido, pelo menos em tese, são amigos e aliados formais do governo petista. Logo, não haverá nenhum obstáculo político para que um ex-tucano agora abrigado no PP se juntar aos petistas.

Pelo menos até agora, o PP e Ciro de dizem firmes para manutenção da aliança com PT para as eleições de 2018, quando Wellington Dias será candidato a governar o Piauí pela quarta vez. E como aliado o PP pode muito bem troca dirigentes de órgãos que tem no governo por tucanos neo-progressistas.

Mas só o tempo poderá ser testemunha do que acontecerá entre PT e PP até as eleições de 2018. Claro que, pelo menos por enquanto, ninguém quer confusão até porque quem quer pegar galinha não diz xô. E como todos sabem, nesse jogo político não tem besta. E, aassim sendo, nem Wellington Dias quer enrusga com Ciro Nogueira e esse muito menos com Wellington. E enquanto prometem amor eterno um pro outro as coisas vão bem.

Dilma Rousseff faz a própria defesa no Senado Federal Dilma fez sua própria defesa no Senado

FERIDAS ABERTAS

O problema de Ciro é que no lado petista há sempre uma pulga a mais atrás da orelha com ele. Ele sabe que não vai contar com votos do PT. Afinal Ciro e seu PP juraram amor eterno ao PT e à presidente Dilma Roussef. Mas isso, todos sabem, não ocorreu. Ciro e seu PP não só traíram Dilma e o PT. Eles se jogaram nos braços de Michel Temer e foram fundamentais na derrubada da presidenta.

BLEFANDO

Na política também é preciso saber blefar. E me arrisco a dizer aqui que Ciro não quer e não será candidato ao governo. Isso é blefe.

COMPENSAÇÃO

Por isso, há quem veja na movimentação de Ciro Nogueira, em busca de adesões ao PP, uma forma de compensar o que vai faltar de voto dos petista pra ele na luta pela reeleição pro Senado.

LAVA JATO

Ciro quer se reeleger e manter o fôro privilegiado para se defender das garras da Lava Jato, até agora só afiadas para petistas.

CRIAR MUSCULATURA

O que Ciro Nogueira quer também é a reeleição da esposa dele, Iracema Portella, e aumentar a bancada do PP na Assembleia, hoje com apenas um deputado.

DE OLHO NA PMT

Conseguindo o que quer em 2018, ai sim, Ciro poderá tentar outros voos mais adiante. Como por exemplo, fazer uma parceria com os tucanos para eleger o sucessor de Firmino Filho na Prefeitura de Teresina.

Margarete Coelho

MARGARETE FEDERAL

A movimentação no PP, com novas filiações acendeu luz amarela na vice-governadoria. Pelo o que está sendo desenhado, Ciro quer a vice-governadora Margarete Coelho (foto acima) de volta pra Assembleia. Será que ela quer? Se quiser tem chances de ser muito bem votada. E seria também uma boa deputada federal. Mas iria disputar o espaço com Iracema?

Comentários

BRANDADAS

Luiz Brandão

Luiz Brandão é jornalista e bacharel em Comunicação Social, formado pela Universidade Federal do Piauí. Está na profissão há mais de 36 anos e trabalhou em rádio, TV e jornal. Foi foi repórter da Rádio Difusora, Rádio Poty, da TV Timon, da TV Antares e da TV Meio Norte e também dos O Dia, Jornal da Manhã, O Estado, Diário do Povo. Foi editor chefe dos jornais Correio do Piauí, O Estado e Diário do Povo. Atualmente é diretor de jornalismo do portal Piauí Hoje.com

Sobre o Blog

O blog traz comentários e pensamentos do autor sobre notícias de várias áreas e setores, como maior dedicação aos acontecimentos políticos e sociais do Piauí, do Brasil e do Mundo.

Apoio: