Conheça a história do aeroporto de Teresina

Aeroporto de Teresina/Senador Petronio Portella

Aeroporto de Teresina/Senador Petrônio Portella Foto: Infraero

O Aeroporto de Teresina foi inaugurado em 30 de setembro de 1967. Administrado pelo então Ministério da Aeronáutica, o aeroporto foi construído ao norte da capital, numa região situada entre os rios poty e parnaíba. Em fevereiro de 1975, através da Portaria nº 102/GM5, de 23/12/1974, o aeroporto, com exceção da atividade de navegação aérea, passou a ser administrado pela Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária-INFRAERO.

Está localizado na região meio-norte, a cerca de 350 km da costa, sendo o único aeroporto das capitais nordestinas situado fora da área litorânea. Sua localização entretanto, do ponto de vista operacional, tem grande importância estratégica, pois torna-se um aeroporto de ligação das capitais nordestinas com o norte do país.

Embora grande parte da população teresinense o denomine Aeroporto Santos Dumont, sua denominação oficial era Aeroporto de Teresina, alterada no ano de 2000 para Aeroporto de Teresina/Senador Petrônio Portella, de acordo com a lei nº 9.942, de 22 de dezembro de 1999, em homenagem ao ilustre político piauiense Petrônio Portella Nunes, que foi Prefeito de Teresina, Deputado Estadual, Governador, Senador, Presidente do Congresso Nacional e Ministro da Justiça.

O Aeroporto de Teresina encerrou 2017 com alta na movimentação de passageiros. No período, passaram pelo terminal mais de 1.104.376 viajantes, entre embarques e desembarques, 18.402 a mais que o registrado em 2016.

O aeroporto está situado ao norte da capital piauiense, a apenas 4,4 km do centro da cidade, entre os rios Poty e Parnaíba. Passageiros têm à disposição 29 estabelecimentos dos mais variados seguimentos, como lojas de artesanato e produtos típicos da região, bijuterias, locadoras de veículos, lanchonetes, agências de câmbio e turismo, banca de jornais e revistas e caixas eletrônicos. Os usuários também encontram um terminal acessível, com banheiros e telefones adaptados e equipamentos que auxiliam no embarque e desembarque de passageiros com deficiência ou mobilidade reduzida.

Com capacidade para receber mais de dois milhões de passageiros por ano, o terminal tem uma média diária de 3.030 passageiros e 52 operações regulares operadas por três companhias aéreas – Azul, Gol, Latam. As rotas interligam a cidade a diversos destinos brasileiros, como São Luís (MA), Fortaleza (CE), Guarulhos, Congonhas e Campinas (SP), Brasília (DF), Recife (PE), Belém (PA), Rio de Janeiro (RJ), além da cidade piauiense de Parnaíba.

A movimentação de viajantes em Teresina seguiu a tendência de crescimento dos aeroportos administrados pela Infraero. Em 2017, a rede registrou 108,30 milhões de embarques e desembarques, 3,34% a mais que os 104,79 milhões registrados no ano anterior. Do total, a maior parte, cerca de 94%, se refere a viajantes domésticos.

Escolha seu pacote e boa viagem !!

Turismologia

Dicas de Pacotes das Agências de Viagens

Turismologia

Paixão de Cristo em João Pessoa

Saída : 28/03 - 15h30

Retorno : 01/04 - 11h

Pacote inclui:

Ônibus executivo

3 diárias Quality Hotel com café da manhã

Serviço de bordo

City tour em João Pessoa com guia local

Ingresso para o espetáculo Paixão de Cristo - Nova Jerusalém - PE

Jantar de confraternização

Brinde Miracéu

Acompanhamento personalizado

Valor do pacote (por pessoa):

Qto duplo: 1+8 R$ 157,00

Qto triplo: 1+8 R$ 147,00

Turismologia

Fernando de Noronha Baixa Temporada

Turismologia

  • - Duração: 3 noites
  • - Cidade: FERNANDO DE NORONHA
  • - País: BRASIL

Conheça o melhor ponto de mergulho do Brasil, o arquipélago de Fernando de Noronha! Belas praias, natureza preservada, gastronomia e passeios incríveis aguardam quem se aventurar pelo paraíso de Noronha.

O pacote inclui

- Passagem aérea

- 03 noites de hospedagem

Valores

(por pessoa) A partir de

10x

R$ 217,56

Turismologia

PARIS E LONDRES

Período: 09/06/2018 a 15/06/2018

O Que Inclui?

  • Circuito em ônibus de turismo;
  • Guia acompanhante profissional;
  • Traslados de chegada e saída;
  • 05 Noites em regime de hospedagem com café da manhã buffet;
  • Visitas panorâmicas com guia local em: Paris, Londres;
  • Passeio noturno por Paris Iluminada;
  • Travessia do Canal da Mancha Calais / Dover em ferry e Folkestone / Calais por Eurotúnel ou vice-versa.

Roteiro

01º Dia (Sábado): Brasil / Paris

Saída em voo previsto com destino a Paris. Noite e refeições a bordo.

2º Dia (Domingo): Paris

Chegada ao aeroporto de Paris, assistência e traslado ao hotel (Quarto disponível após as 14h00). Hospedagem. Ás 19h30 na recepção do hotel terá lugar uma reunião com o guia para apresentação dos participantes. À noite realizaremos uma visita incluída de Paris iluminada. Descanso.

03º Dia (Segunda): Paris

Café da manhã. Visita panorâmica da cidade passando por: Campos Elíseos, Praça da Concórdia, Arco do Triunfo, Ópera, Bairro Latino, Sorbonne, Panteão, Inválidos, Escola Militar, Campo de Marte etc. Tarde livre. Opcionalmente poderá visitar o Museu do Louvre, antigo palácio real da França. Hospedagem. À noite sugerimos que assista ao show do famoso Moulin Rouge (opcional). Descanso.

04º Dia (Terça): Paris

Café da manhã. Dia livre para desfrutar da cidade luz e realizar algum tour opcional. Sugerimos o Bateau Mouche de manhã e à tarde o Palácio de Versailles antiga residência da corte francesa, com os seus magníficos jardins. Hospedagem. Descanso.

05º Dia (Quarta): Paris / Calais / Dover / Londres

Café da manhã. Saída em direção ao porto de Calais para embarque em ferry com destino a Dover, atravessando o Canal da Mancha. Desembarque e continuação da viagem em ônibus até Londres. Hospedagem. À noite poderá realizar um tour opcional de Londres Histórico com pub. Descanso.

06º Dia (Quinta): Londres

Café da manhã. De manhã visita panorâmica da cidade, breve parada para admirar o Parlamento, o Big Ben e a Abadia de Westminster. Continuação do tour por Trafalgar Square, Picadilly Circus, Regent Street, e Palácio de Buckingham (possibilidade de observar o render da guarda). Tarde livre para desfrutar da cidade. Opcionalmente poderá visitar o Castelo de Windsor, residência preferida de sua majestade, a Rainha Isabel II. Hospedagem. Descanso.

07º Dia (Sexta): Londres / Brasil

Café da manhã e tempo livre até a hora do traslado ao aeroporto. (Quarto disponível até ás 12h00). Fim dos nossos serviços.

Boeing apresenta o 737 MAX 7

Novo modelo possui maior alcance da família 737 com capacidade para voar a distâncias de até 3.850 nm

Turismologia

A Boeing apresentou em sua unidade em Renton, nos Estados Unidos, o novo 737 MAX 7. A cerimonia de roll out ocorreu na presença de centenas de funcionários do fabricante. O MAX 7 é o terceiro membro da família 737 MAX, possuindo capacidade para até 172 passageiros e alcance de até 3.850 nm (7.130 quilômetros), o que o torna o modelo de maior alcance da família.

Com as melhorias de projeto, o 737 MAX 7 superou todas as características operacionais do antecessor, o 737-700. O novo modelo conta com alcance 1.000 nm superior, com custo de combustível por assento 18% inferior e capacidade para até 12 assentos adicionais.

De acordo com a Boeing, o modelo é 7% mais eficiente em termos de custo operacional que o rival Airbus A319neo. Porém, assim como o rival europeu, o 737 MAX 7 sofre com a falta de interesse do mercado, acumulando menos de 60 pedidos firmes até o momento.

A expectativa da Boeing agora é iniciar a campanha de testes e ensaios em voo, iniciando nas próximas semanas os processos de verificação de sistema e testes de motores. A aeronave, a primeira de duas versões para a campanha de testes de voo, deverá se beneficiar os resultados obtidos pelo 737 MAX 8, validando apenas diferenças entre ambos projetos. A entrada em operação está programada para 2019, com a primeira entrega ocorrendo para a Southwest Airlines.

Por Edmundo Ubiratan

HOTELARIA

"Royal Palm Hall estimulará hotelaria de Campinas", afirma secretária

Karina Cedeño

Foram finalizadas hoje as obras civis do Royal Palm Hall, novo centro de eventos do grupo Royal Palm Plaza , e a magnitude do empreendimento (que se soma a dois novos hotéis da rede) contribuirá para alavancar a hotelaria da região, de acordo com a secretária de Turismo de Campinas, Alexandra Caprioli.

“A cidade tem atualmente 5,2 mil unidades habitacionais, e com as novas construções este número vai para os seis mil. Sem contar que o novo centro de eventos não só aumentará a ocupação dos hotéis da rede Royal Palm como também estimulará a construção de novos empreendimentos na região. Há 12 deles já aprovados pela prefeitura da cidade que ainda não iniciaram as construções, e acredito que agora, com o novo centro de eventos, sairão do papel para responderem à demanda de quartos”, destaca Alexandra.

Ela também ressaltou a conectividade aérea como fator facilitador desse processo. "A Azul fez uma escolha acertada ao eleger Viracopos como hub, já que é o aeroporto com maior quantidade de voos diretos para destinos internacionais no Brasil", observou a secretária.

Segundo ela, a ocupação média hoteleira de Campinas foi de 55% no ano passa

Boeing oferece nova proposta pela compra da Embraer

Empresa negocia divisão da fabricante brasileira, mantendo o setor militar dentro do controle estatal

Turismologia

A Boeing ofereceu à Embraer e ao governo brasileiro uma nova proposta para aquisição da rival. A proposta prevê a criação de uma terceira empresa, que ficará responsável pelo desenvolvimento e comercialização do segmento de aviação regional, com participação das duas empresas e controlada pela Boeing.

Turismologia

Turismologia

Após divulgação pelo jornal Correio Braziliense , a notícia movimentou o mercado. A fabricante brasileira divulgou nota afirmando que a proposta da Boeing prevê a manutenção da golden share (ação especial, com direito a veto) da União apenas na área de defesa. Todavia, fontes envolvidas no acordo afirmam que a divisão da Embraer não irá transferir os programas militares ao controle do governo, apenas garantir manutenção da golden share. Na prática, o governo teria algum controle no andamento de projetos militares. Mas não está totalmente claro como ficará o programa Gripen NG e a transferência de tecnologia vinculada ao contrato.

Em aquisições anteriores, como no caso da McDonnell Douglas, a Boeing realizou o fatiamento do negócio, vendendo divisões de pouco interesse, como de helicópteros leves. A preocupação de alguns setores no governo é o desmembramento da Embraer, deixando no país apenas as divisões de baixa rentabilidade, o que inviabilizaria a continuidade das operações. O setor militar, embora estratégico ao Brasil, não se sustenta com a pequena demanda existente pelos modelos oferecidos pela Embraer ao mercado.


Por Edmundo Ubiratan
Original: http://aeromagazine.uol.com.br/artigo/boeing-oferece-nova-proposta-pela-compra-da-embraer_3775.html#ixzz56NEUWl6I
Follow us: aeromagazine on Facebook

Comentários