BLOG DO DEUSVAL

Por Deusval Lacerda

A Temer, tudo

Por Deusval Lacerda de Moraes

Na atual conjuntura pátria, eu não sei qual é a do Brasil. Porque a Michel Temer, presidente golpista do País, pode tudo. Deve ser maniqueísta, ou seja, achar-se acima do bem e do mal.

Foi beneficiário do golpe parlamentar-constitucional-judicial, e ficou por isso mesmo, ou melhor, ficou com o poder, e nenhuma decisão judiciária foi proferida para impedir brutal acinte ou inconstitucionalidade.

Para causar mais indignação praticamente trocou apoio parlamentar para consolidar o golpe por cargos públicos do governo já que todos partidos políticos de apoio à ruptura institucional estão aquinhoados na máquina pública federal. E pronto, ficou por isso mesmo.

O presidente espúrio lotou o Palácio do Planalto com assessores na Presidência da República como os "notáveis" Eliseu Padilha, Moreira Franco, Geddel Vieira Lima, José Yunes, Rodrigo Rocha Loures, Tadeu Filippelli e Sandro Mabel, e sem qualquer contestação.

Ele foi duas vezes acusado de práticas delituosas pela Procuradoria Geral da República (PGR) na Câmara dos Deputados e foram arquivadas as denúncias pela maioria dos deputados federais ao custo das famosas emendas parlamentares.

Pregou austeridade fiscal do governo, aprovando o congelamento dos investimentos por vinte anos nos gastos primários do Brasil, com reforma trabalhista e outros arrochos na classe trabalhadora, como aumento das tarifas e produtos de primeira necessidade, e contrário senso libera verbas públicas às escâncaras para apoio parlamentar no Congresso Nacional e aumentou os marajás do funcionalismo público.

O presidiário Eduardo Cunha, formalmente acusado, processado e provado os seus delitos, segundo algumas fontes midiáticas continua com influência no governo ilícito, inclusive com indicações de algumas autoridades governamentais.

Agora, a revista Veja (edição 2574) diz que assessores do governo ameaçam até pedir o impeachment - o da Dilma deu certo - do ministro do STF Luís Roberto Barroso devido investigações no inquérito que apura se houve pagamento de propina de um decreto sobre o setor de portos em que é acusado o amigo do presidente, coronel João Batista Lima Filho.

Como visto, não há o que discutir, o Temer pode tudo, afinal de contas, na visão da elite, da direita e dos golpistas, ele está salvando o Brasil, e quem é incumbido de missão tão sagrada na vida de uma Nação deve ser salvaguardado de todas regalias e prerrogativas e jamais deve ser importunado por ninguém nem em momento algum de sacrossanta empreitada nacional.

Comentários